Honda teme que não poderá fazer o suficiente para a McLaren

Fabricante japonesa garante que vem melhorando, mas admite que evolução apresentada pode não ser o bastante para convencer a equipe

A Honda está temerosa de que não poderá fazer o suficiente para convencer a McLaren a continuar com sua parceria na F1, embora não irá parar de tentar.

A McLaren deverá tomar uma decisão final para seu futuro nesta semana, com a relação chegando ao seu ponto de ruptura após uma sequência marcada por falta de confiabilidade e de potência.

Caso a McLaren decida não continuar com a atual parceira e a Toro Rosso permaneça com a Renault, a Honda se veria forçada a sair da F1.

Apesar da incerteza, a Honda tem trabalhado em um plano de desenvolvimento agressivo, o que incluiu novidades levadas a Spa e Monza.

“Eu ainda estou tentando ter boas performances para convencê-los, mas não tenho certeza de que será o suficiente”, disse Yusuke Hasegawa, chefe da Honda. “Nós na Honda nunca desistimos de continuar essa colaboração.”

A situação pode parecer que se torne uma distração para os funcionários da Honda em Sakura e Milton Keynes, mas Hasegawa acredita que isso tem o efeito oposto.

“Isso está acelerando nosso desenvolvimento. Isso se tornou motivação dentro da fábrica”, explicou.

A Honda tem se mostrado confiante com a performance das novidades introduzidas nas últimas corridas.

“Desde a Áustria, nosso desenvolvimento foi acelerado e o nível de evolução está muito bom”, disse Hasegawa.

“Vimos certo ganho de performance com cada novidade, então é algo muito encorajador.”

A McLaren taticamente escolheu punições em Spa e Monza na tentativa de estar livre de penalizações na prova seguinte, em Cingapura, que é uma pista que deva combinar melhor com as características do carro.

“Temos confiança em nossa competitividade [em Cingapura]”, acrescentou o dirigente. Já decidimos que o atual motor irá a Cingapura. Podemos melhorar algumas configurações do motor, mas não faremos uma grande melhoria para lá.”

Questionado sobre a performance das novidades da Honda, o diretor esportivo da McLaren, Eric Boullier, disse: “Aceitaremos qualquer cavalo extra. Como Hasegawa disse, nos dados vimos certa melhora, então estou feliz com isso.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes McLaren
Tipo de artigo Últimas notícias