Horner: Críticas de Lauda ao Grupo Liberty são "infundadas"

compartilhar
comentários
Horner: Críticas de Lauda ao Grupo Liberty são
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
14 de nov de 2017 20:23

Chefe da Red Bull acredita que Niki Lauda foi "injusto" em suas críticas ao Liberty Media, em meio a divergências sobre os rumos da Fórmula 1

Chase Carey, Chairman, Formula One, talks with Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing
Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, Bernie Ecclestone, Chairman Emeritus of Formula 1
Christian Horner, Red Bull Racing Team Principal and Lawrence Stroll
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1 W08, Kimi Raikkonen, Ferrari SF70H
Niki Lauda, Mercedes AMG F1 Non-Executive Chairman
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H and Valtteri Bottas, Mercedes-Benz F1 W08 battle for the lead at th

Niki Lauda criticou o Grupo Liberty durante o fim de semana do GP do Brasil, afirmando que estava "preocupado" com o futuro do esporte, porque não tinha visto nenhuma evidência de que os novos proprietários estavam colocando o que a F1 precisava para se tornar mais bem sucedida.

Mas, embora Lauda seja cético sobre o Liberty, o chefe da Red Bull, Chistian Horner, defendeu os gigantes da mídia americana.

"Acho que os comentários de Niki foram um pouco infundados e injustos", disse Horner, quando perguntado pelo Motorsport.com se ele concordava com as preocupações de Lauda.

"A Fórmula 1 recrutou alguns especialistas, como Ross Brawn e a equipe que ele montou. E está fazendo uma análise adequada.”

"Muitas vezes houve decisões feitas sem análise. E talvez não seja rápido o suficiente para o gosto de Niki, mas acho que a abordagem que eles estão tomando é a correta.”

"Eu acho injusto em criar dificuldades, quando eles estão apenas nove meses no comando e ainda não apresentaram seu plano completo.”

"É inevitável que eles levem tempo para entender o negócio, fazer a análise e apresentar o futuro da Fórmula 1."

A queda na premiação em dinheiro no último trimestre, menor em 13% em relação ao ano passado, alarmou alguns chefes de equipe.

Mas, com a queda sendo o resultado dos investimentos que o Liberty fez para ajudar a melhorar a F1, Horner diz que as equipes precisam ser pacientes para maiores benefícios no futuro.

"Eu acho que teria esse efeito com ou sem o Liberty. É circunstancial. Obviamente, eles estão construindo uma infra-estrutura, estão investindo no negócio, é apenas um modelo diferente do que costumava ser, costumava ser uma pequena estrutura com Bernie e alguns assessores.”

"Agora, eles colocaram uma equipe de marketing juntos, eles colocaram uma estrutura de negócios adequada por trás disso o que, é claro, vai custar.”

"Mas se você não especular e investir no negócio, você não vai gerar lucro. E o mundo está avançando rapidamente, e é importante que a Fórmula 1 coloque essa estrutura no lugar.”

"Então, a Red Bull não tem nenhum problema com o que eles estão fazendo em sua abordagem. E estamos assistindo com interesse em ver quais são seus planos para 2021 em diante".

Próxima Fórmula 1 matéria
Buemi pilota carro da F1 em estrada dos Alpes Suíços

Previous article

Buemi pilota carro da F1 em estrada dos Alpes Suíços

Next article

Reginaldo Leme sobre F1 sem brasileiro: Não faz diferença

Reginaldo Leme sobre F1 sem brasileiro: Não faz diferença
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing Shop Now
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias