Horner pede para que F1 troque tipo de motor antes de 2021

compartilhar
comentários
Horner pede para que F1 troque tipo de motor antes de 2021
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
28 de out de 2017 17:19

Chefe da Red Bull diz que atuais V6 turbo híbridos “não contribuíram em nada ao esporte”, mas reconhece que troca imediata é improvável

Detalhes da nova unidade de potência da Mercedes AMG F1 W06
Christian Horner, Red Bull Racing Team Principal
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Christian Horner, Red Bull Racing Team Principal in the Press Conference
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Christian Horner, Red Bull Racing Team Principal
Max Verstappen, Red Bull Racing RB13
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13
Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB13

O chefe da Red Bull, Christian Horner, afirmou que o quanto antes a F1 se livrar do atual regulamento V6 turbo híbrido, melhor será.

Antes de um encontro importante em Paris, na segunda-feira, onde as equipes receberão o esboço do novo regulamento para 2021, houve conversas de que os novos motores podem ser trazidos antes disso.

Horner afirmou que a introdução da nova unidade de potência – que deverá ser mais simples, uma versão mais padronizada que os atuais – nunca será cedo demais.

“Eu adoraria vê-los na F1 já no ano que vem. Para mim, esses motores não fizeram nada além de dano na f1. Eles não contribuíram em nada ao esporte”, disse.

“Eles tiraram o som, a paixão e adicionaram muita complexidade. Eles ficaram muito distantes da tecnologia de carros de rua. Eles efetivamente se transformaram em motores à diesel em alguns casos.”

“Eu não consigo ver nada que eles trouxeram de positivo. Assim, o quanto antes eles forem, melhor.”

“Infelizmente, há um contrato com as atuais fabricantes e a FIA que garante que o motor será utilizado até 2020, e não vejo a existência de um motivo entre essas fabricantes para que nos livremos desta tecnologia antes de 2020.”

Enquanto Horner gostaria de ver o retorno de motores barulhentos do passado, isso parece ser improvável. No entanto, aparentemente seriam bem-vindos ajustes nos atuais V6, o que poderia incluir um KERS padronizado e o fim do MGU-H.

Horner acrescentou: “Eu gostaria de ver um motor barato, V12 com 1000 cv e com um som fantástico. Mas duvido que teremos isso.”

“Acho que o que será apresentado será razoável, mas não tenho muitos detalhes. Parece que este será o primeiro passo significativo do Liberty para a definição do futuro.”

“Claro, os motores serão parte crucial do que será a F1 nos dez anos seguintes a 2021.”

Próxima Fórmula 1 matéria
Vettel bate Verstappen e marca pole para o GP do México

Previous article

Vettel bate Verstappen e marca pole para o GP do México

Next article

Verstappen lidera apertado terceiro treino livre no México

Verstappen lidera apertado terceiro treino livre no México

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias