Horner: Ricciardo poderia ter vencido em Hungaroring

O chefe da Red Bull revelou que o ritmo de Daniel Ricciardo nos momentos finais do GP da Hungria o levou a crer que a segunda vitória do australiano em Hungaroring era possível

Para Christian Horner, chefe da Red Bull, Daniel Ricciardo poderia ter vencido o GP da Hungria e repetido a vitória de 2014, dado o ritmo que o australiano apresentava nos momentos finais da etapa realizada no último domingo.

O australiano estava em quinto quando o Safety Car saiu da pista e a prova foi reinciada. Com os pneus macios – enquanto quem estava à frente estava com os médios – o piloto da Red Bull ultrapassou Lewis Hamilton e Kimi Räikkönen, até que ele se aproximou de Nico Rosberg houve um contato entre os dois carros.

Depois do toque com Rosberg, Ricciardo foi obrigado a fazer um pit stop extra e terminou a prova em terceiro lugar. Quando perguntado se a vitória estava se aproximando do australiano, Horner disse: "Foi meio como se eu estivesse tendo um ‘deja vu’ do ano passado (quando Ricciardo venceu)”.

"Nossa estratégia na primeira parada foi colocar os médios, pois sentíamosque nossa única chance seria em caso de uma intervenção do Safety Car na parte final da prova. Então nos certificamos de ter aquele jogo de pneus (macios) disponíveis, o Safety Car entrou e tudo parecia dar certo”, comentou.

Surpresa com Rosberg

Horner admitiu que a maior supresa naquele momento foi ver que Rosberg não optou pelos pneus de faixa amarela – posteriormente, a Mercedes disse que não houve tempo hábil para o time mudar a estratégia quando o carro de segurança foi acionado.

"O que nos surpreendeu foi Rosberg ter optado pelos médios. para nós foi que Rosberg foi para o pneu duro. Lewis (Hamilton) fez o mesmo e Kimi (Räikkönen) teve problemas. Daniel superou Kimi com facilidade, mas a batalha com Lewis danificou o carro de maneira significativa. Apesar disso, ele manteve um bom ritmo e se aproximou dos líderes”, contou.

Por fim, Horner lamentou o incidente com Rosberg e disse que isso impediu um final de prova ainda mais interessante, pois para ele o piloto australiano chegaria em Sebastian Vettel e brigaria pela vitória.

"Ele (Ricciardo) freou um pouco tarde e Nico fez a trajetória aberta na saída da curva. Mas creio que foi um incidente de corrida. Acabou sendo uma pena, pois se ele ultrapassasse Nico, teria sido uma disputa muito interessante com Vettel no final”, concluiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Pista Hungaroring
Pilotos Daniel Ricciardo
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias