Horner se diz preocupado com plano da Renault

Chefe da Red Bull diz que está preocupado com a Renault, que iniciará a temporada 2018 com especificação comprometida na confiabilidade e não no desempenho

Consciente do limite de três motores para esta temporada, o diretor da Renault, Cyril Abiteboul, disse que a companhia quer adotar uma abordagem de "risco zero" em relação a confiabilidade.

Mas com a Mercedes dizendo ao Motorsport.com no final do ano passado que está perto de produzir um motor que possa fornecer uma potência de 1000 bhp, o chefe da Red Bull, Christian Horner suspeita que a atual tetracampeã mundial poderia ser "poderosa".

"É uma preocupação", quando perguntado pelo Motorsport.com por sua resposta aos comentários de Abiteboul.

"Se os números que a Mercedes citou forem reais, a diferença só ampliará. A Renault tem sua própria equipe agora, eles têm suas próprias demandas que precisam atender.”

"A confiabilidade tem sido uma grande prioridade para a Renault durante o inverno.”

"Eles completaram mais quilometragem nesta era V6, então eles estão chegando a este ano melhor preparados e espero que permita que o foco se centre no desempenho.”

"Esperamos ver mais desempenho entre os fabricantes de motores."

Horner acrescentou que "não acredita que seria bom" a Mercedes dominar a F1 por mais um ano.

"Isso apenas enfatiza porque os regulamentos de motor precisam ser esclarecidos neste ano para 2021", acrescentou. "O problema é que se passarmos o meio do ano, então os fabricantes dirão que não há tempo suficiente para 2021.”

"É crucial o titular dos direitos comerciais e a FIA sair com um posicionamento e regulamentos claros, particularmente de motor, ainda no início deste ano."

"Tudo está aberto para 2019. Vamos cuidar muito de como as coisas se desenvolvem com a Toro Rosso, mas não há preconceitos à medida que nos dirigimos para a temporada."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Red Bull Racing
Tipo de artigo Últimas notícias