Hülkenberg diz não se surpreender com caso Van der Garde

Alemão da Force India, piloto da equipe suíça em 2013, diz que “conhece as pessoas” por trás da polêmica

Piloto da equipe Sauber em 2013, o piloto alemão Nico Hülkenberg disse que não se sente surpreso com a polêmica envolvendo o holandês Giedo van der Garde e a equipe suíça. O piloto moveu ação judicial contra o time Hinwill na Austrália antes do GP exigindo um lugar para correr a temporada. Apesar de uma grande tensão na sexta-feira (que fez o time sequer participar do primeiro treino livre) tudo foi resolvido em um acordo entre as partes.

[publicidade]Para Hülkenberg, a situação é simples de entender. O time precisa sobre viver, mas o alemão prega por transparência.

“O que eu acho é que eles assinaram com uns quatro pilotos e têm só dois carros. Isso está errado, e Giedo agora quer o que ele tem por direito e o que ele provavelmente pagou para ter. Isso está certo.”

Sétimo colocado no GP do último domingo, Hülk disparou quando perguntado se havia surpreendido com o episódio. “Na verdade, não me sinto surpreso”, falou à BBC.

“Só não estou surpreso. Eu conheço como é, conheço as pessoas e como foi tudo no passado. Obviamente eles estão desesperados por dinheiro para sobreviver, o que provavelmente é um problema geral da Fórmula 1, mas acho que este não é o modo de conduzir acordos e tratar as pessoas.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias