Hulkenberg diz que asa dianteira cedeu sem nenhum aviso

Em lance que mudou a corrida pela entrada do Safety Car, piloto da Force India relata quebra abrupta indo para primeira curva

Hulkenberg vinha fazendo uma boa corrida, dentro da zona de pontos, até que sua asa cedeu logo após a metade da prova. O alemão da Force India reclamou da sorte, já que não havia percebido nada antes de acontecer a falha técnica.

"É uma pena que tenhamos perdido a oportunidade de conseguir um grande resultado hoje”, iniciou o alemão.

“Não tive muito aviso de que havia um problema com a asa dianteira. Não havia tido nenhuma vibração. Apenas senti uma grande vibração pouco antes dela se quebrar, e depois estava indo direto para as barreiras. O impacto final não foi tão ruim quanto poderia, porque essa parte da pista estava bem protegida. As barreiras absorveram a energia bem.”

“Até o acidente, as coisas estavam muito bem. Tinha feito uma boa largada e estava lutando com as Red Bulls, o que mostra o passo à frente que demos com nosso carro b-spec.”

“A boa notícia é que temos a próxima semana para analisar o que aconteceu hoje e obter as soluções antes das férias de verão.”

Perez também teve de abandonar após um toque com Maldonado. "Foi um fim de semana muito difícil para nós, de sexta-feira até domingo”, iniciou o piloto que capotou no primeiro treino livre.

“Temos um monte de razões para estar desapontados com a corrida, porque sinto que poderia ter marcado pontos. As primeiras voltas foram muito fortes, ganhamos um monte de posições. Mas o contato com Pastor Maldonado comprometeu a minha corrida. Fui cauteloso com ele, deixei muito espaço, mas infelizmente não foi o suficiente.”

“Problemas de freio colocaram fim à nossa corrida.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Hungria
Sub-evento Domingo corrida
Pista Hungaroring
Pilotos Nico Hulkenberg , Sergio Perez
Equipes Force India
Tipo de artigo Últimas notícias