Hulkenberg lamenta perda de ritmo no final da prova

Alemão chegou a liderar a corrida, mas terminou apenas em décimo; Gutierrez é punido por abalroar Sutil

Para quem chegou a ultrapassar Sebastian Vettel mesmo usando estratégica idêntica ao alemão e liderou a prova pela segunda vez na carreira, Nico Hulkenberg não escondeu a decepção em terminar em décimo lugar. O piloto da Sauber explicou que perdeu ritmo na parte final da prova e foi perdendo terreno.

“Foi uma corrida com emoções misturadas. Claro que foi bom liderar novamente, e estar na frente duelando com os times de ponta. Porém, de alguma maneira, no final da corrida, faltou um pouco de ritmo. Quando você está liderando, espera mais. Teve a ver com o fato de estarmos com uma tática diferente, mas de qualquer maneira foi uma boa corrida.”

A corrida de seu companheiro, Esteban Gutierrez, acabou ainda nas primeiras voltas, quando acertou a traseira de Adrian Sutil. O mexicano foi punido pela manobra e largará cinco posições atrás do que conseguir no GP do Bahrein, na próxima semana.

“Quando o acidente aconteceu, tinha um bom ritmo e estava conseguindo me manter junto do pelotão à frente. Estava lutando com Perez e entrei muito rápido na curva. Estava freando no mesmo lugar de sempre, mas não antecipei a perda de downforce e o quão rápido eu estava. Foi definitivamente minha culpa e me desculpo com Adrian e sua equipe.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da China
Pilotos Nico Hulkenberg , Sergio Perez
Tipo de artigo Últimas notícias