Hulkenberg: Renault será competitiva entre 12 e 18 meses

Alemão diz que sexto lugar em 2017 é grande impulso para time francês: “foi um final muito bem-vindo”

A grande corrida de Nico Hulkenberg em Abu Dhabi para terminar a temporada de 2017 da Fórmula 1 foi de grande valia para a equipe Renault. O sexto lugar deu ao time o sexto posto entre os construtores no mundial e uma premiação maior à equipe.

O alemão comemorou o resultado, mas crê que o time ainda tenha muito trabalho pela frente.

“Eu disse muitas vezes antes: 2017 era um ano de construção - brilhar seria algo raro. Então, foi realmente ótimo encerrar a temporada com um resultado que fez todo mundo ir para casa de cabeça erguida.”

“A esse respeito, Abu Dhabi foi um final muito bem-vindo a 2017, pois mostrou que estamos definitivamente nos movendo na direção certa. Mesmo assim, não tenho ilusões de que o sucesso que buscamos virá da noite para o dia.”

“Na realidade, daria mais 12 a 18 meses. O objetivo é lutar pelo topo e isso não mudou.”

“Sabemos que ainda temos lição de casa em certas áreas, mas os sinais são todos super encorajadores. Estamos melhorando o ritmo cada vez mais. Na verdade, estou realmente orgulhoso de como progredimos olhando para trás para onde começamos no início da temporada.”

Hulk ainda diz que  o bom resultado de Yas Marina, além de render mais dinheiro à Renault, enche o time de moral.

“Isso fará muito pela moral, porque acabar com um resultado forte ajuda a todos. E, claro, mais dinheiro sempre ajuda – sem dúvidas aí. Eu diria que tivemos um bom pacote durante toda a segunda parte da temporada, embora tivéssemos muitas questões que nos custaram bons resultados e pontos ao longo do caminho.”

“Então, sim, Abu Dhabi foi um pouco como recuperar o que perdemos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Nico Hulkenberg
Tipo de artigo Últimas notícias