Hunter-Reay: “F1 precisa de mais GPs nos EUA para ter fãs”

compartilhar
comentários
Hunter-Reay: “F1 precisa de mais GPs nos EUA para ter fãs”
6 de jan de 2016 10:11

Piloto da Andretti Autosport na Indy diz que categoria europeia precisa ser mais agressiva para conquistar mercado americano

Race start
Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport Honda
Jenson Button, McLaren MP4-30 and Marcus Ericsson, Sauber C34 at the start of the race
Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W06 at the start of the race
Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport Honda
Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport Honda
Ryan Hunter-Reay, Andretti Autosport Honda

Ryan Hunter-Reay acredita que vá ser muito difícil para a Fórmula 1 penetrar de fato nos EUA para ser um dos esportes favoritos dos fãs. Segundo o vencedor da Indy 500 em 2014, a categoria precisa de mais corridas em território americano para competir com os principais esportes nacionais.

"É muito duro entrar no mercado esportivo dos Estados Unidos, porque é muito saturado. Temos futebol americano, basquete e beisebol. Existem muitas opções para a atenção dos fãs", falou Hunter-Reay à Sky Sports.

Desde 2012 a Fórmula 1 corre no Circuito da Américas em Austin o GP dos EUA. "Eu acho que corridas de Fórmula 1 em geral podem ser populares. Mas vai custar mais do que uma presença nos Estados Unidos, que não seja apenas uma equipe chamada 'USF1', mesmo se baseada no Reino Unido.”

"Espero que possamos fazer mais algumas corridas nos EUA. Não tenho certeza qual é a solução, mas eu sou um fã de qualquer tipo de automobilismo nos EUA."

Bernie Ecclestone sempre ventilou a possibilidade de uma corrida em Nova Jersey, o que nunca acabou se materializando.

Para Hunter-Reay, o caminho da Indy para a Fórmula 1 hoje em dia não existe mais. Apesar do campeão de 2012 achar que a Indy vem em bom momento, ele salientou que Alexander Rossi - que estreou em 2015 pela equipe Manor - foi pela estrada certa para chegar à F1.

"Acho que ele realmente começou a trilhar este caminho muito cedo em sua carreira", disse Hunter-Reay.

"Se você quer estar na Fórmula 1, você tem que ir pela escada da Fórmula 1, que é na Europa. Se você quer ser um piloto da IndyCar, você tem de ir através da escada norte-americana. É assim."

"Houve uma época que havia um caminho para a Fórmula 1 obtendo sucesso na IndyCar, mas acho que depois de algumas temporadas fracas da IndyCar isso acabou. Mas agora o campeonato da IndyCar está forte, e acho que está melhor e mais competitivo que nunca. E não estou dizendo isso só porque estou nele. Nós demonstramos semana após semana que estamos no caminho certo."

Próxima Fórmula 1 matéria
Parceiros em 2010, Hulkenberg revela “pegadinhas” de Rubinho

Previous article

Parceiros em 2010, Hulkenberg revela “pegadinhas” de Rubinho

Next article

Análise: por que os difusores duplos voltaram à discussão?

Análise: por que os difusores duplos voltaram à discussão?
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Tipo de matéria Últimas notícias