Incerteza do mercado dificulta decisão da Haas sobre novos pilotos

Diretor da equipe, Gunther Steiner, afirma que mercado de pilotos está difícil devido às indecisões das outras equipes

Esteban Gutierrez e Jean-Eric Vergne são cotados para fazer parte da nova equipe da Fórmula 1 do próximo ano, a Haas F1 Team. O dono da nova escuderia, Gene Haas, já declarou que gostaria da presença de Nico Hulkenberg, atualmente na Force India.

Mas com o mercado de pilotos ainda paralisado, principalmente por conta da indecisão do futuro de Kimi Raikkonen na Ferrari, Gunther Steiner, diretor da Haas, afirma que não é fácil conseguir finalizar qualquer acordo:

"Estamos conversando com dez pessoas. Algumas estão no topo da lista, outros na parte de baixo, mas também estamos de olho em quem está lá fora."

"Ainda está difícil descobrir quem está realmente disponível, porque ainda não foi decidido quem vai para onde. Todos estão conversando, mas não somente do nosso lado."

Prazo: fim do verão

Gunther definiu um prazo de quando gostaria de ter pelo menos parte deste assunto finalizado: "Gostaria de decidir até o fim do verão", acrescentou. "Precisamos explicar aos nossos novos pilotos o que nós estamos fazendo, até por sermos novos."

"Então em setembro esperamos ter decidido por pelo menos um piloto. O ideal seria já definir os dois, mas buscamos pelo menos um."

"Temos candidatos interessantes, o que é bom para nós, termos pilotos conversando seriamente conosco com boa reputação. Espero puxarmos um deles para nós."

O diretor também falou sobre a receptividade dos condutores quando abordados por eles:

"Houve uma ótima reação dos pilotos quando entramos em contato com eles. Ninguém disse 'ah não, isso é muito novo, não tenho interesse'."

"É como se dissessem: 'Ei, me diga o que vocês estão fazendo. Me parece que o Sr. Haas está fazendo um bom programa'."

Steiner confirmou que um dos pilotos tem que ser experiente, sugerindo que esse fator seja mais importante do que desempenho em pista:

"Precisamos de conhecimento. Tudo é muito novo. A equipe toda é muito nova. Há muita coisa ainda desconhecida para nós e precisamos de pessoas que nos digam 'Ei, acho que o carro está bom, mas pode melhorar fazendo isso ou aquilo'."

"Precisamos de alguém que possa realmente ver aonde estamos, por isso necessitamos de experiência. E se ela vier com velocidade na pista, melhor", concluiu.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Haas F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias