IndyCar 2013 – Saiba tudo sobre a nova temporada

compartilhar
comentários
IndyCar 2013 – Saiba tudo sobre a nova temporada
Por: Gabriel Lima
20 de mar de 2013 14:34

Número 1 de volta, "Tríplice Coroa" dos ovais, três brasileiros e largadas paradas são as principais novidades da nova temporada

A temporada 2013 da Indy inicia neste fim de semana pela terceira vez seguida em St. Petesburg, na Flórida. A pista, que entrou para a história em 2005 fazendo os carros da IRL virarem pela primeira vez à direita em corrida, abrirá a segunda temporada da categoria com o chassi Dallara DW12, estreante no ano passado.

A temporada também vem com mudanças esportivas. As principais são as corridas aos sábados com o grid largando parado, e a volta da chamada “Tríplice Coroa” dos ovais.

Sem uma corrida no oriente pelo segundo ano seguido, a Indy se torna mais regionalista em 2013. Apenas duas localidades fora dos Estados Unidos estão no calendário: A SP Indy 300 e o tradicional GP nas ruas de Toronto, no Canadá.

Veja quem serão os pilotos deste ano:

Penske (Chevrolet):
#2 AJ Allmendinger (apenas Barber e Indy) / #3 Hélio Castroneves / #12 Will Power

Andretti Autosport (Chevrolet):
#1 Ryan Hunter-Reay / #25 Marco Andretti /  #27 James Hinchcliffe / #5 EJ Viso (c/ HVM)

Chip Ganassi (Honda):
#9 Scott Dixon / #10 Dario Franchitti / #83 Charlie Kimball

KV (Chevrolet):
#11 Tony Kanaan / #78 Simona de Silvestro

Dale Coyne (Honda):
#18 Bia Figueiredo (St. Pete, talvez Brasil e ovais) / #19 Justin Wilson

Dragon (Chevrolet):
#6 Sebastián Saavedra / #7 Sébastien Bourdais

Ed Carpenter (Chevrolet):
#20 Ed Carpenter

Panther (Chevrolet):
#4 JR Hildebrand / #22 Oriol Servià (c/ Dreyer & Reinbold)

Rahal Letterman Lanigan (Honda):
#15 Graham Rahal / #16 James Jakes

Sarah Fischer Racing (Honda):
# 67 Josef Newgarden

Schmidt Motorsports (Honda):
# 55 Tristan Vautier (R) / #77 Simon Pagenaud

AJ Foyt (Honda):
#14 Takuma Sato

Barracuda (Honda):
#98 Alex Tagliani

- Neste ano os motores deverão aguentar 2000 milhas (150 a mais que em 2012) antes de serem trocados. Em caso de quebra ou troca, o piloto perderá 10 posições no grid da corrida. Se a quebra acontecer em teste, o piloto perderá 10 lugares na corrida seguinte.

- Ryan Hunter-Reay será o primeiro piloto desde que ChampCar e IRL se juntaram a utilizar o número 1 após ser campeão.

- Único estreante 'full time', o francês Tristan Vautier, campeão da Indy Lights em 2012, correrá a temporada inteira ao lado do compatriota Simon Pagenaud, quinto no ano passado, na equipe de Sam Schmidt.

Calendário

(O) – Oval / * - Tríplice Coroa
1 St. Petesburg, Flórida – 24 de Março
2 Barber, Alabama – 7 de Abril
3 Long Beach, Califórnia – 21 de Abril
4 São Paulo, Brasil – 5 de Maio
5 Indianápolis 500 – 26 de Maio (O)*
6 e 7 Detroit, Michigan (traçado 1998-2001) – 1 e 2 de Junho
8 Fort Worth, Texas – 8 de Junho (O)
9 Milwaukee, Wisconsin – 15 de Junho (O)
10 Iowa, Newton – 23 de Junho (O)
11 Pocono, Pennsylvania – 7 de Julho (O)*
12 e 13 Toronto,Canadá – 13 e 14 de Julho
14 Mid-Ohio, Lexington – 4 de Agosto
15 Sonoma, Califórnia – 25 de Agosto
16 Baltimore, Maryland – 1 de Setembro
17 e 18. Houston, Texas – 5 e 6 de Outubro
19 Fontana, Califórnia – 19 de Outubro (O)*

- A volta da “Tríplice Coroa” dos ovais é uma das maiores novidades. Ela denomina as provas de Indianápolis, Pocono e Fontana. Será oferecido um prêmio de 1 milhão de dólares ao piloto que vencer as três, ou então, 250 mil se o mesmo piloto vencer duas delas.  A Coroa durou de 1971 a 1989 na IndyCar. Na história, apenas Al Unser Sr. venceu as três provas, em 1978.

- Em Detroit, Toronto e Houston a categoria fará uma corrida aos sábados com o grid largando parado e outra no domingo com a tradicional largada em movimento. A distância das provas e a premiação em pontos será a mesma.

- Iowa continuará a ter seu pole position definido com base em três “mini corridas” de 50 voltas, porém com o formato um pouco diferente do ano passado. Neste ano, primeira e segunda corridas terão os dois primeiros classificados para a terceira, que definirá as dez primeiras posições. Em seguida, os seis pilotos mais rápidos em um treino classificatório comum terão a chance de se juntar à terceira prova.

Push-to-Pass

A utilização do Push-to-Pass não terá 'delay' neste ano. Quando decidir usar, o piloto terá, mesmo parando de pressionar o botão, 200RPM a mais em sua aceleração de 15 a 20 segundos ininterruptamente. O uso do botão é restringido a dez ativações. Apenas pistas mistas contam com o botão de 'boost'.

Nos circuitos de St. Petesburg, Detroit, Sonoma, Baltimore e Houston o tempo de ativação será de 15 segundos. Em Barber, Long Beach, São Paulo, Toronto e Mid-Ohio, 20 segundos.

Próxima Fórmula 1 matéria
GP da Malásia ganha um segundo ponto de ativação da DRS

Previous article

GP da Malásia ganha um segundo ponto de ativação da DRS

Next article

Alain Prost acompanhará Renault a corridas de F-1 neste ano

Alain Prost acompanhará Renault a corridas de F-1 neste ano
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Gabriel Lima
Tipo de matéria Últimas notícias