Isolada em 4º, Renault planeja mudar foco para 2019 antes

compartilhar
comentários
Isolada em 4º, Renault planeja mudar foco para 2019 antes
Adam Cooper
Por: Adam Cooper
27 de jun de 2018 13:22

Longe de times na frente e com boa vantagem para rivais atrás, time francês espera poder se dedicar mais a novo projeto em breve

Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18, makes a pit stop
Nico Hulkenberg, Renault Sport F1 Team R.S. 18
Carlos Sainz Jr., Renault Sport F1 Team R.S. 18, Daniel Ricciardo, Red Bull Racing RB14

O chefe da Renault, Cyril Abiteboul, espera que a atual boa forma da equipe de Enstone possa permitir que o time se concentre no projeto de 2019, desde que possa se manter longe de seus principais rivais.

A equipe colocou seus dois carros nos pontos em cada uma das últimas três corridas e gradualmente ampliou sua vantagem sobre McLaren, Force India e Haas.

Leia também:

Abiteboul acredita que com menos ameaça atrás na batalha do campeonato, haverá menos pressão para manter o foco no desenvolvimento do carro atual até o final do ano.

"Eu acho que vai ser principalmente sobre a defender nosso quarto lugar no campeonato", disse ele ao Motorsport.com. "Mas não estou totalmente claro de quem teremos que defender essa posição. Talvez a Haas, ou Force India? A McLaren pode voltar também.”

"Não está claro, mas é algo que temos que monitorar, porque, se não tivermos uma clara oposição, isso pode ser diluído, o que significa que podemos ter um final mais fácil para a temporada.”

"E isso pode significar para nós sermos capazes de mudar rapidamente o foco para o próximo ano, que deve ser a próxima oportunidade de dar um passo no campeonato."

Carlos Sainz e Nico Hulkenberg terminaram em oitavo e nono na França, mas a equipe ficou frustrada porque o espanhol - que chegou a ser terceiro após os acidentes da primeira volta - caiu do sexto lugar para o oitavo com um problema no MGU-K.

“Não é um resultado ruim, mas duas frustrações: a primeira é que estávamos em sexto lugar com Carlos, o que teria sido uma recompensa fantástica para todo o esforço da equipe durante o fim de semana.”

“Independentemente do resultado final, foi um final de semana que mostrou o progresso de Carlos, posicionando-o também como um forte membro da equipe, em especial diante de uma plateia e um público tão incríveis.”

"A outra frustração é que, obviamente, há uma grande desvantagem. Já que os líderes podem ter o maior problema que você pode imaginar no início da corrida e ainda terminar à sua frente - isso é frustrante."

Abiteboul disse que as atualizações recentes melhoraram o desempenho da Renault em relação à qualificação.

“Nós não tomamos volta como no Canadá. Estávamos um segundo mais lentos do que os líderes e a dois segundos da pole, então mostramos que nosso ritmo é bem decente na corrida, e isso está ligado a algumas melhorias que fizemos no carro que, em particular, se concentraram em melhorar o ritmo de corrida.”

"Precisamos entender as consequências que esses desenvolvimentos podem ter no ritmo de classificação e ver se podemos superar esses problemas na próxima semana na Áustria."

Próxima Fórmula 1 matéria
Análise técnica: As novidades nos bargeboards da Red Bull

Previous article

Análise técnica: As novidades nos bargeboards da Red Bull

Next article

Honda: acordo com RBR está em estágio igual à Sauber em 2017

Honda: acordo com RBR está em estágio igual à Sauber em 2017

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Renault F1 Team
Autor Adam Cooper
Tipo de matéria Últimas notícias