Jenson Button comemora volta à boa fase em "ano difícil"

Mesmo após vitória de ponta a ponta, diretor da McLaren garante que nem eles sabiam se estratégia funcionaria

Mais do que a primeira vitória da carreira em Spa, Jenson Button comemorou a guinada em seu campeonato. Depois de vencer a primeira prova, na Austrália, o inglês somou apenas sete pontos em seis GPs e vem se recuperando após mudar a maneira de acertar o carro.

No GP da Alemanha, Jenson foi o segundo colocado e, agora, na Bélgica, venceu a segunda na temporada. Assim, diminuiu o prejuízo para o líder da tabela, Fernando Alonso, de 88 para 63 pontos.

““Esse circuito é especial para os pilotos. A maneira como ele flui agrada muito. Por isso, é muito bom ganhar aqui de ponta a ponta, especialmente para mim. Não venho tendo um ano fácil”, reconheceu o piloto da McLaren, sexto colocado no mundial.

“Queria agradecer muito à equipe e o que posso dizer é que vamos curtir essa vitória um pouco mais antes de irmos para Monza.”

O que pode ter parecido uma corrida fácil olhando de fora, causou muita tensão no box da McLaren. O chefe das operações de pista da equipe, Sam Michael, afirmou que a escuderia não sabia se a estratégia de uma parada funcionaria.

“Fomos para a corrida sem definir o que faríamos. Teríamos de fazer quase 200km com o mesmo composto – e era um pneu com o qual ninguém nunca tinha andado tanto. Várias coisas poderiam dar errado, e, vendo que apenas Sebastian e Jenson conseguiram ir até o final, dá para ver que eram muitos itens para manejar.”

Michael relutou ainda em cravar que a McLaren, que venceu as últimas duas provas, tenha o melhor carro no momento. “Temos que ver o desempenho depois de Cingapura, depois de corridas em circuitos mais normais, para dizer que a McLaren é o melhor carro do momento.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Jenson Button
Tipo de artigo Últimas notícias