Jo Ramírez: "Pérez deve se dedicar à F1 para vencer Ocon"

compartilhar
comentários
Jo Ramírez:
Federico Faturos
Por: Federico Faturos
Traduzido por: Daniel Betting
11 de mar de 2018 13:11

O mexicano Jo Ramírez, que faz parte da equipe McLaren há mais de 15 anos, assegura que seu compatriota Sergio Pérez deve pensar "24 horas por dia" na Fórmula 1 se quiser superar Esteban Ocon

Jo Ramirez
Jo Ramirez, Adrian Fernandez, Emerson Fittipaldi
Esteban Ocon, Sahara Force India F1, Sergio Perez, Sahara Force India F1
Sergio Perez, Force India VJM11
Sergio Perez, Force India VJM11
Sergio Perez, Force India VJM11
Esteban Ocon, Force India VJM11
Esteban Ocon, Force India VJM11
Sergio Perez, Sahara Force India VJM11
Esteban Ocon, Force India F1 and model Force India car

Jo Ramírez trabalhou em várias equipes de F1 antes de chegar à McLaren em 1984, onde foi coordenador da equipe de Woking até 2001, então ele sabe muito bem o que é preciso para ter sucesso na principal categoria do automobilismo mundial.

Aos 76 anos, Ramírez esteve presente na segunda semana de testes da F1 em Barcelona e deu sua opinião sobre como será a temporada 2018 de Sergio Pérez, um ano muito importante para a carreira do piloto mexicano.

Perguntado pelo Motorsport.com sobre o quão vital é para Pérez superar seu companheiro de Force India Esteban Ocon, Ramírez acha que é fundamental.

"É muito importante. Muito, muito importante. Esteban está melhorando cada vez mais e está empurrando. Infelizmente, Checo talvez não estivesse tão focado como deveria. Em vez de se casar e começar uma família, ele deveria se dedicar à F1", disse Ramírez.

"Fórmula 1 é algo que você deveria ter no café da manhã, almoço e jantar. Você deve pensar as 24 horas do dia, porque se você não fizer isso, o próximo ao seu lado irá fazê-lo", acrescentou.

"Esse é o caso de Esteban. Ele mudou Sergio. Agora ele é mais homem. Antes era um menino e cometeu muitos erros por ser jovem", disse ele.

Enquanto Ramírez observou que "Checo" precisa ter sua mente 100% focada na F1 para ser bem sucedido, por outro lado, ele também acredita que ter formado sua família o deu maturidade.

"Ele está mudando agora. É pai e tem mais responsabilidades, esperamos que isso o ajude em sua carreira. Eu gostaria de ver isso porque, infelizmente, estamos muito longe de ter outro piloto mexicano, então é isso que temos, temos que fazer força por ele".

Ramírez não quer outro título da Mercedes

Quanto ao que pode acontecer na próxima temporada da Fórmula 1, Jo Ramírez acredita que a Mercedes continuará superior... embora seja algo que não quer ver novamente.

"Pelo que vimos, acho que a Mercedes ainda está a milhas na frente do resto, mas atrás deles há uma batalha muito próxima entre a Ferrari e Red Bull e espero ver a McLaren lutando com Red Bull e Renault. Mas isso é mais um desejo. Estou fora da categoria, sou apenas um apaixonado, disse.

"Eu gostaria de ver uma luta mais fechada. Eu não gostaria de ver Mercedes ser campeão novamente porque domina por muito tempo, muitos anos. Não é bom para a categoria. Mas eles são muito bons, tiro meu chapéu para eles porque são brilhantes".

Em relação à McLaren, sua antiga equipe, o mexicano mantém a esperança de que possa chegar ao pódio este ano, apesar dos problemas de confiabilidade que a equipe de Woking está enfrentando na pré-temporada.

"Agora, eles têm problemas porque estão começando, inconveniências do começo ou o que quer que seja, mas eles estarão lá. Estarão na caça. Acho que eles vão conseguir alguns pódios. Isso eu espero”.

Entrevista de Oleg Karpov

Próxima Fórmula 1 matéria
Após testes, Toro Rosso reavalia ambições para Melbourne

Previous article

Após testes, Toro Rosso reavalia ambições para Melbourne

Next article

Raikkonen: Ferrari poderia ter sido ainda mais rápida

Raikkonen: Ferrari poderia ter sido ainda mais rápida

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Sergio Perez , Esteban Ocon
Autor Federico Faturos
Tipo de matéria Entrevista