Júnior da Mercedes, Russell deve testar em dois times da F1

Protegido de Mercedes, George Russell, está pronto para testar com duas equipes da Fórmula 1 nesta temporada, ao lado de seu desafio no campeonato na Fórmula 2

O atual campeão do GP3, George Russell, que fez sua estreia em um fim de semana de GP com a Force India no ano passado, está dividindo as responsabilidades de piloto reserva da Mercedes com Pascal Wehrlein nesta temporada.

A Force India anunciou Nicholas Latifi como seu terceiro piloto em 2018 e também tem o piloto de Euro F3 Nikita Mazepin como piloto de desenvolvimento.

Russell deve testar a Mercedes nesta temporada, mas também deve retomar um relacionamento com sua equipe cliente que começou com treinos livres no Brasil e em Abu Dhabi na última temporada.

Motorsport.com entende que isso poderia incluir mais alguns treinos livres com a Force India, enquanto os testes de jovens pilotos em Barcelona (15 e 16 de maio) ou Budapeste (31 de julho e 1 de agosto) e testes de pneus da Pirelli são opções para Russell adquirir quilometragem no próprio W09 da Mercedes.

O chefe de operações da Force India, Otmar Szafnauer, disse ao Motorsport.com que Russell "ainda fará algum trabalho para nós", e disse que ele e Latifi seria recrutado para "trabalhos de simulador no começo, e depois tentaremos ao longo do ano, vamos colocar os dois na pista”.

A Force India tem um histórico de utilizar pilotos juniores da Mercedes, com o primeiro teste de Esteban Ocon para a equipe em 2015, semeando as sementes para o assento de corrida que ele ocupa agora.

Russell disse ao Motorsport.com que os testes para a Mercedes estavam "na cartola e, além disso, eu adoraria voltar ao volante de uma Force India".

Ele chamou a Force India de “um ótimo lugar para começar minha carreira na F1” depois de impressionar em seus treinos livres no ano passado.

"Não há razão para não continuarmos a construir esse relacionamento ao longo desta temporada", disse o vencedor do Prêmio BRDC da McLaren Autosport de 2014.

“A Mercedes está totalmente atrás de mim com esse pensamento, mas estamos ambos na mesma página ao dizer que a Fórmula 2 é minha principal prioridade e foco”.

Esteban Ocon é concorrente para trabalhos com a Mercedes na próxima temporada, caso a equipe não renove com Valtteri Bottas junto com a renovação de contrato esperada de Lewis Hamilton.

Russell está confiante de que o sucesso com o ART na F2 este ano, combinado com impressionar a Mercedes e a Force India com qualquer oportunidade de simulador e pista que ele receber, resultará em uma graduação para a F1 em 2019.

"Force India é o lugar que eu estou procurando para a próxima temporada", disse ele. "Estamos continuando um relacionamento este ano e não há motivo para que isso não se transforme em um lugar em período integral no próximo ano”.

“A grande coisa com a Mercedes é que eles dão aos jovens pilotos uma oportunidade se eles merecerem”.

"Se eu fizer essa temporada na F2 e Mercedes acreditar que fiz um bom trabalho para justificar um lugar na F1, eles encontrarão um lugar para mim".

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1 , FIA F2
Pilotos George Russell
Equipes Mercedes , Force India
Tipo de artigo Últimas notícias