Kimi: "Estou aqui há tempo suficiente para entender todas as besteiras"

Após dois anos fora da F-1, finlandês atesta que pouco mudou na categoria, principalmente fora das pistas

Kimi Raikkonen mostrou nestas 11 primeiras etapas, após o hiato de dois anos longe da F-1, que pouco mudou – tanto ao mostrar seu talento natural dentro da pista, quanto a não fazer muita questão de ser dos mais sociáveis fora dela. Mas o finlandês também percebeu que muito do mundo da categoria se manteve como antes: as mesmas pessoas, as mesmas perguntas.

“Nada mudou para mim. Ok, a equipe é diferente e foi uma ajuda ficar fora por dois anos, sem fazer tudo isso”, afirmou. “É ótimo estar aqui. Essa equipe é mais tranquila. Eles querem ganhar, mas o clima é diferente em relação às outras. Não tenho do que reclamar.”

Perguntado se havia sido feliz longe dos jornalistas, Kimi riu. “São as mesmas perguntas. Nada mudou. Sei o que acontece na F-1, estou aqui há tempo suficiente para entender todas as besteiras que cercam a categoria. As pessoas tentam criar histórias. Não ligo. O que estiver nos jornais, está lá. Às vezes é bom, às vezes não é e não me preocupo com isso.”

“Você tem de se esforçar no seu trabalho e parar de olhar para esse tipo de coisa, senão provavelmente ficará irritado, o que não te ajuda. Vivo minha própria vida da maneira mais relaxada possível.”

Raikkonen disse compreender a necessidade de comparecer em eventos com patrocinadores, atender a mídia. E não esperava que nada disso fosse diferente.

“Todos sabem que a pilotagem é apenas uma das partes do trabalho – e claro que, para nós, é o principal. Mas há outras coisas, porque há muito dinheiro envolvido no esporte, então não é surpresa. Sempre foi assim. As pessoas são mais ou menos as mesmas [de dois anos atrás], vamos para outros lugares, mas as corridas são mais ou menos as mesmas.” 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias