Kimi minimiza problemas com direção: "Não me torna 1s mais rápido"

Finlandês admite que sistema da Lotus ainda não está 100%, mas não acredita que falta de sensibilidade seja decisiva

Kimi Raikkonen mostrou rapidamente nestas 11 primeiras etapas do campeonato que os dois anos longe da Fórmula 1 fizeram pouca diferença para ele. A rápida readaptação só foi atrapalhada por um problema com a direção assistida da Lotus, mas mesmo o finlandês diz que essa questão foi exagerada.

“Não faz sentido ficar falando nisso porque, quando eu digo algo, as pessoas tentam criar uma grande história em cima disso”, afirmou Raikkonen. “Sempre disse que não estava perfeito – ainda não está – mas melhorou muito desde que começamos.”

O quinto colocado no campeonato, que ainda busca sua primeira vitória após o retorno, minimizou o efeito do sistema em sua pilotagem. Apesar de ainda não estar perfeita, a direção não tem atrapalhado.

“Dá para correr, não é algo que vai me tornar um segundo ou meio segundo mais rápido se chegarmos exatamente onde queremos. Eu sei que já corri com sistemas melhores e definitivamente há o que melhorar. Estamos trabalhando, mas não é algo fácil de se acertar. Entao temos de trabalhar e tomara que o deixemos exatamente como queremos.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias