Kimi Räikkönen diz que escolha de Ricciardo foi "óbvia"

Finlandês espera fim de semana difícil para a Lotus em Monza pelas características do carro, apesar de novas peças

Na Bélgica, Kimi Räikkönen abandonou pela primeira vez uma corrida desde seu retorno à F-1. Agora, em Monza, sem saber onde estará no futuro, o piloto não é otimista quanto à performance, mas diz que dará o máximo para ter um bom resultado e se manter vivo na luta pelo título de 2013.

“Temos chance, mas não é uma porcentagem muito alta, mas vamos tentar dar o melhor e é o máximo que podemos fazer. Não sei se vai ser o suficiente, mas vamos tentar”, falou ao TotalRace em Monza.

“Definitivamente queremos melhores resultados do que na corrida passada, mas não acredito que esta pista seja a melhor para nós. Esses circuitos com baixo downforce não são os melhores para o nosso carro. Não somos tão fortes como quando podemos usar mais asa, mas temos avanços e esperamos que eles deem certo.”

Falando da escolha de Daniel Ricciardo para completar o time da Red Bull na temporada que vem, Kimi não se disse surpreso.

“Para mim era muito óbvio. Ele já tinha estado lá, então não me surpreendi tanto”, contou, e ainda admitiu que teve contados com a Red Bull. “Não sei [o quão perto estive da vaga]. Tivemos algumas conversas e não aconteceu. Mas tudo bem.”

Sobre a Ferrari, o finlandês não deu pistas do que pode acontecer. “Vou correr neste fim de semana e vamos ver o que acontece. Não tenho notícias desde a última corrida e vamos ver o que acontece.

O piloto também diz que não tem pressa e pode vir até a não correr no ano que vem. “Posso escolher o que vou fazer. Vamos ver no futuro.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Itália
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias