Kimi Raikkonen anuncia volta à F-1 com a Renault em 2012

O campeão mundial de 2007 assina por dois anos com a equipe depois de duas temporadas disputando o Mundial de Rali

Raikkonen volta após dois anos

O campeão mundial de 2007, Kimi Raikkonen, anunciou sua volta à Fórmula 1 depois de dois anos. O piloto fechou com a Renault para 2012 e 2013. O finlandês deixou o esporte ao final de 2009 e tem disputado o Mundial de Rali desde então.

“Estou muito feliz por voltar à F-1 depois de dois anos, e estou agradecido pela oportunidade que a Renault me deu. Minha época no WRC foi útil em minha carreira como piloto, mas não posso negar o fato que minha vontade em relação à F-1 se tornou muito grande.”

O piloto de 32 anos ocupará a vaga que seria do polonês Robert Kubica, que anunciou recentemente não estar totalmente recuperado do acidente de rali sofrido no início de 2011. A segunda vaga da equipe ainda não está decidida. Vários pilotos estão na briga, entre eles os atuais titulares, Bruno Senna e Vitaly Petrov, e o francês Romain Grosjean.

“Foi uma escolha fácil retornar à Renault, pois fiquei impressionado com a ambição da equipe. Agora estou ansioso para fazer um papel importante em forçar a equipe para estar na frente no grid.”

Neste ano, a Renault, que passará a se chamar Lotus a partir de 2012, terminou o campeonato de construtores em quinto lugar, com menos da metade dos pontos da rival mais próxima, a Mercedes. O presidente da Genii Capital, Gerard Lopez, que comanda a equipe, afirmou que o time, que já fez campeões do mundo quatro vezes, sob os nomes de Benneton (94 e 95) e Renault (2005 e 2006), passa por uma fase de reestruturação.

“A decisão de Kimi de voltar à F-1 conosco é o primeiro passo de uma série de anúncios que devem fazer de nós concorrentes ainda mais sérios no futuro. Claro que todos estamos ansiosos para trabalhar com um campeão do mundo. Em nome de todos, gostaria de dar as boas vindas para Kimi em Enstone, que sempre foi conhecida pela abordagem humana à F-1.”

Raikkonen chegou à F-1 em 2001, com a Sauber. Depois de cinco temporadas na McLaren, de 2002 a 2006, foi para a Ferrari como substituto de Michael Schumacher. O piloto conquistou o título de 2007 após uma virada espetacular nas provas finais, mas depois perdeu rendimento e foi liberado de seu contrato um ano antes do término, ao final de 2009. Desde então, competia no Mundial de Rali.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias