Kimi Raikkonen tem dia frustrante com sua Lotus em Barcelona

Problemas com o sistema de direção assistida de manhã e chuva à tarde fizeram com que o finlandês andasse pouco

Kimi Raikkonen conversa com engenheiro durante teste de hoje em Barcelona

O primeiro contato de Kimi Raikkonen com o E20 depois de três semanas não foi o que o finlandês esperava. Um problema com o sistema de direção assistida de manhã e a chuva que caiu à tarde limitaram seu trabalho a apenas 43 voltas. Ele foi o piloto que menos andou neste sábado e terminou o dia com o pior tempo dentre os dez que estiveram em ação.

“Foi bom voltar a pilotar o E20 depois de perder os testes da semana passada. Mas os problemas significaram que eu tive muito pouco tempo no carro hoje. Pelo menos fizemos algumas saídas. O carro se mostrou confiável enquanto tivemos na pista e deu para colher dados importantes para a equipe”, disse Raikkonen, ficando na torcida para que a chuva não volte amanhã para que ele complete mais voltas.

O diretor de operações da Lotus, Alan Permane, minimizou o fato do tempo do finlandês ter sido o pior do time. “Fora o tempo que perdemos no início, era claro que estávamos fazendo um programa diferente do das outras equipes hoje. Tivemos esse problema com o sistema de direção assistida que levou tempo para ser resolvido. Na pista, fomos melhorando o equilíbrio do carro ao longo do dia, mas optamos por não correr na chuva, o que significou que completamos menos voltas do que pretendíamos para hoje”.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen
Tipo de artigo Últimas notícias