Kubica: Carro difícil mudou meu papel na Williams

compartilhar
comentários
Kubica: Carro difícil mudou meu papel na Williams
Edd Straw
Por: Edd Straw
20 de ago de 2018 12:12

Polonês diz que seu papel na equipe é "diferente" do que foi planejado por causa das dificuldades da equipe com carro de 2018

Robert Kubica, que se juntou à Williams como piloto de reserva e desenvolvimento neste ano, desempenha um papel ativo para a equipe, tanto atrás do volante quanto com suas contribuições fora de pista.

Mas ele suspeita que poderia ter tido um impacto ainda maior se a Williams tivesse um carro mais forte para trabalhar em vez de ter que se concentrar em solucionar problemas.

"Em nossa situação, estamos trabalhando para tentar resolver as coisas, então é um pouco diferente do que o meu papel foi planejado", disse Kubica ao Motorsport.com.

“Na situação em que o carro funcionava sem problemas, eu teria um grande impacto.”

“Por outro lado, também estou trabalhando no simulador e tentando melhorar essa área da equipe. E eu estou participando das reuniões técnicas e coisas assim.”

"É uma posição bastante aberta e isso é o que eu acho que é satisfatório para mim e para a equipe."

Leia também:

O piloto de 33 anos disputou cinco dias de testes para a Williams em 2018, além de completar os treinos de sexta-feira na Espanha e na Áustria.

E Kubica disse que não esperava desfrutar de seu papel atual tanto quanto ele.

"Foi uma boa surpresa para mim", disse ele.

“Eu pensei que seria mais difícil assistir os outros competindo, mas, porque essa oportunidade me dá a chance de viver minha paixão, não como piloto, mas com um papel ativo na equipe. É gratificante.”

"Eu não vejo isso como negativo, que eu não estou correndo e os outros estão."

Kubica insiste que não precisa se esforçar para impressionar com seu ritmo, em detrimento de seu trabalho, mesmo que ele ainda esteja determinado a fazer um retorno na F1.

Ele tem sido associado a uma possível mudança para a Force India, que deve comandar o atual piloto da Williams, Lance Stroll, no ano que vem, após sua aquisição.

"Alguém pode dizer: 'bem, você está se tornando um piloto de corridas', então você tem que mostrar tudo", disse Kubica.

"Isso é verdade, mas se alguém quiser acreditar que eu sou bom o suficiente, eles vão acreditar e se alguém não quiser, eles vão encontrar uma centena de desculpas.”

"O importante é a confiança em mim mesmo quando estou atrás do volante. Eu não vejo a necessidade de um grande empurrão."

Próxima Fórmula 1 matéria
Dividir F1 em duas classes “danifica imagem do esporte”

Previous article

Dividir F1 em duas classes “danifica imagem do esporte”

Next article

Verstappen: Atletas de eSports podem ser úteis na F1

Verstappen: Atletas de eSports podem ser úteis na F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Equipes Williams
Autor Edd Straw
Tipo de matéria Últimas notícias