Kubica confirma que usou simulador da Mercedes - e capota de novo

Polonês chegou em sexto lugar no Rali dos Açores, mas não quis dar muitos detalhes sobre visita a Brackley

Em mais um passo de sua reabilitação, o polonês Robert Kubica revelou ter andado no simulador de Fórmula 1 da equipe Mercedes. O piloto atualmente está disputando o Campeonato Europeu de Rali, em sua primeira sequência maior de aparições desde o acidente, também de rali, sofrido em fevereiro de 2011, na Itália.

“Posso dizer que sim, estive lá. Mas não posso dizer quantas vezes ou quantas voltas eu fiz. Mas existe esse rumor e eu confirmo que estive no simulador da Mercedes no passado”, afirmou à Autosport.

As relações de Kubica com a Mercedes têm ligação com Toto Wolff, que inclusive conseguiu um teste para o polonês na DTM no início do ano. Mesmo com as boas relações em Brackley, o piloto diz não saber se voltará ao simulador da Mercedes.

“Não é toda vez que alguém me vê no aeroporto de Heathrow [em Londres] que estou indo para a Mercedes. Vou para lá por vários motivos, são coisas que não têm conexão direta”, afirmou Kubica, que acredita ter se recuperado das lesões, que afetam os movimentos do braço direito, de maneira suficiente para pilotar em determinadas pistas da F-1, além de carros de turismo.

Disputando o Rali dos Açores, em Portugal, no último final de semana, Kubica liderou por sete estágios até perder terreno tendo de diminuir o ritmo devido à neblina e, no 11º estágio, capotar seu Citroen DS3 e sofrer danos na roda dianteira esquerda (assista ao vídeo). O polonês fechou a competição em sexto lugar.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias