Kubica: “Estou totalmente familiarizado com o carro”

compartilhar
comentários
Kubica: “Estou totalmente familiarizado com o carro”
Jose Carlos de Celis
Por: Jose Carlos de Celis
Traduzido por: Daniel Betting
2 de ago de 2018 16:01

Polonês completou teste da Hungria com a Williams e, depois de rodar no mesmo palco em 2017, diz que se sente totalmente em sintonia com o carro

Robert Kubica, Williams FW41 with aero paint over the whole car
Robert Kubica, Williams FW41 with aero paint over the whole car
Robert Kubica, Williams FW41
Robert Kubica, Williams FW41 with aero paint over the whole car
Robert Kubica, Williams FW41 with aero paint over the whole car
Robert Kubica, Williams FW41 with aero paint over the whole car

Robert Kubica fez sua estreia ao volante da nova geração de carros da Fórmula 1 no teste pós-GP da Hungria de 2017 com a Renault. O polonês surpreendeu e seu nome apareceu nas especulações para 2018, embora a equipe francesa acabou contratando carlos Sainz e o Polonês passou a ser objetivo da Williams.

A equipe britânica organizou um teste privado para avaliar Kubica, que teve um teste "bem-sucedido", mas foi finalmente declarado "inapto" e a Williams optou por Sergey Sirotkin para parceiro de Lance Stroll. Kubica, no entanto, foi contratado como piloto de desenvolvimento e desempenhou parte da pré-temporada, além de vários treinos livres.

Na Hungria pôde comparar seu desempenho que teve na mesma pista em 2017. Quando perguntado sobre seus sentimentos, ele disse: "Pessoalmente, a sensação foi muito boa, 12 meses atrás, eu estava aqui com a Renault na minha estreia em um carro desta geração, e depois de um ano posso dizer que tudo se tornou mais fácil".

Leia também:

"Em 2017 tudo era novo, havia muitos aspectos de funcionamento do carro com o qual eu tive que me familiarizar porque esta geração de carros é muito diferente da anterior. Agora tudo está mais fácil e, obviamente, eu tenho mais confiança."

Kubica foi o sexto no teste liderado por George Russell, deu 103 voltas e resumiu o teste: "Está tudo bem, eu me senti bem no carro. Temos completado um programa que incluía uma coleção de dados orientados ao trabalho do projeto 2018, mas também muitos testes para o carro do próximo ano".

Quando recordou que foi mais rápido que os pilotos da Williams no GP da Hungria no último final de semana, ele minimizou a conquista: "A pista estava melhor, e não importa, não são comparações significativas".

Finalmente, não pôde dizer muito sobre o novo desenho das asas de 2019 que testou com sua equipe: "São... maiores, mas é muito cedo para dizer mais. Foi um trabalho importante em termos de aerodinâmica, é necessário informações importantes para o carro de 2019, como a mudança no fluxo de ar que vai para a traseira."

Robert Kubica, de 33 anos, retornará à Williams nos testes do final da temporada em Abu Dhabi.

Próxima Fórmula 1 matéria
Renault diz que problemas mecânicos são culpa da Red Bull

Previous article

Renault diz que problemas mecânicos são culpa da Red Bull

Next article

Norris considera ano fora da McLaren

Norris considera ano fora da McLaren
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Equipes Williams
Autor Jose Carlos de Celis
Tipo de matéria Últimas notícias