Kubica: Ser piloto de teste me dá mais conhecimento do carro

compartilhar
comentários
Kubica: Ser piloto de teste me dá mais conhecimento do carro
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
Traduzido por: Daniel Betting
11 de mar de 2018 15:22

O novo piloto de teste da Williams diz que está gostando de seu papel na equipe, que lhe permite compreender melhor alguns aspectos de quando competia

Robert Kubica, Williams
Robert Kubica, Williams FW41
Robert Kubica, Williams FW41
Robert Kubica, Williams FW41
Robert Kubica, Williams fans and banners
Robert Kubica, Williams FW41
Robert Kubica, Williams talks with the media

Robert Kubica tentou, durante o ano de 2017, retornar à F1 como piloto titular para a temporada 2018, realizando vários testes com a Renault e Williams pela primeira vez desde que sofreu um acidente de rali que causou sérias lesões em seu braço direito.

O polonês finalmente perdeu a batalha pelo segundo assento na Williams contra Sergey Sirotkin, embora ele conseguisse garantir um lugar na equipe como piloto reserva.

"É uma boa sensação para mim", confessou o vencedor do GP de Canadá de 2008 perguntado pelo Motorsport.com sobre como ele estava em seu primeiro teste de pré-temporada em sete anos.

"Se você olhar para onde eu estava há 12 meses e onde eu estou agora, as coisas mudaram muito, de fato, estou aproveitando minha posição, apresenta muitos desafios e oportunidades para ver a equipe trabalhar e diferentes pontos de vista".

"Quando você é um piloto titular, vê as coisas do ponto de vista da corrida, os engenheiros, técnicos, mecânicos e todo o time estão trabalhando, mas você não pode ir tão fundo quanto essa situação me permite".

"É uma boa oportunidade e estou aproveitando, também é divertido e acho que será um ano interessante".

Quando pedido para fazer um julgamento sobre o nível da Williams depois de completar dois dias e meio de trabalho, Kubica disse que "isso é uma questão para o departamento de engenharia".

"Do meu ponto de vista, os objetivos que tínhamos e a posição em que eu estou, acho que temos uma ideia clara de onde temos que trabalhar. É mais uma questão de otimizar os pilotos".

Estava planejado que Kubica iria guiar no último dia, mas o piloto decidiu dar seu lugar para Lance Stroll para dar ao canadense mais quilometragem com o carro antes da Austrália.

"Muitas pessoas me perguntam sobre isso como se eu tivesse dado meu coração", brincou. "Eu acho que foi a coisa certa para lhe dar a oportunidade de acumular mais tempo no carro. Tive uma boa ideia do carro depois de guiar no dia anterior e eu pensei que os pilotos se beneficiariam mais rodando, especialmente porque eles têm que marcar pontos, não eu. Simples assim", explicou.

Next article
Após testes, Toro Rosso reavalia ambições para Melbourne

Previous article

Após testes, Toro Rosso reavalia ambições para Melbourne

Next article

McLaren foi a equipe que mais "melhorou" desde 2017, diz F1

McLaren foi a equipe que mais "melhorou" desde 2017, diz F1
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Robert Kubica
Equipes Williams
Autor Scott Mitchell