Kvyat vê Red Bull mais forte após 2015 difícil

Russo encara 2016 com otimismo depois de se desapontar com 2015: “quando cheguei na Red Bull as expectativas eram altas”

Sétimo colocado no último mundial de pilotos, Daniil Kvyat se vê em boa posição para fazer um trabalho melhor na Red Bull em 2016. Apesar de um 2015 problemático por conta dos motores da Renault, ele mantém o otimismo e crê que o pior em sua parceria com a equipe austríaca já tenha passado.

"Quando vim pela primeira vez para a Red Bull, as expectativas eram altas. Pela equipe, por mim mesmo e por outras pessoas para que pudéssemos alcançar os resultados juntos.”

"Obviamente este ano foi um grande teste de paciência, para todos nós como grupo. O início foi um pouco chocante para todos nós. Estávamos em uma situação difícil. Então nós começamos a subir e melhorar. Mas tivemos muitos altos e baixos.”

"Nós marcávamos alguns bons pontos em uma corrida, e aí em seguida na próxima nós zerávamos. Isso foi um pouco decepcionante.”

"Obviamente no seu segundo ano na Fórmula 1 você quer acreditar que vai ser grande, mas às vezes você tem que deixar as suas expectativas para trás e se concentrar no seu trabalho. Foi isso que eu fiz."

Kvyat acredita que o último passado foi importante para lhe dar mais confiança para 2016.

"Eu espero que tenhamos emoções muito mais positivas, porque não tivemos muitas no ano passado. Embora tenha tido meu primeiro pódio e tenha feito boa corridas", acrescentou Kvyat.

"Acho que ficamos mais fortes como grupo. Cada pessoa no nosso grupo será mais forte."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Daniil Kvyat
Tipo de artigo Últimas notícias