Lauda alerta Mercedes: 2017 foi difícil e 2018 será mais

Diretor não-executivo do time alemão se orgulhoso da equipe, mas antecipa desafios maiores no futuro

O título de Lewis Hamilton - conquistado com duas corridas de antecedência - e o campeonato de construtores - fechado quatro provas antes do fim da temporada - enganam: 2017 não foi tão fácil assim para a Mercedes.

Com forte oposição da Ferrari neste ano, a equipe contou com sorte e precisou se superar para garantir os campeonatos.

Para Niki Lauda, diretor não-executivo da equipe, 2018 será ainda mais difícil para o time de Brackley.

"Este ano foi o mais difícil até agora e no próximo ano será ainda mais difícil, mas confio na equipe 100%", afirmou Lauda durante as celebrações de título da equipe. "Pela quarta vez consecutiva, estou em uma grande posição de agradecer à equipe.”

"2017 tem sido um ano desafiador por causa da mudança de regras. Uma mudança de regra sempre significa incerteza. Ninguém sabe o que os outros estão fazendo. Começamos com um carro difícil, mas o time conseguiu aprimorá-lo consistentemente ao longo da temporada, o que foi a chave para vencer os campeonatos.”

"O time fez um trabalho fantástico e Lewis fez um trabalho fantástico. Estou realmente orgulhoso de todos, é uma conquista incrível."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias