Lauda diz que "motor padrão" poderia destruir a Fórmula 1

Ex-piloto e diretor da Mercedes disse que ter dois motores diferentes na categoria poderia arruinar o campeonato

Niki Lauda disse que a decisão tomada nesta quarta-feira de vetar os motores padrão foi a solução ideal para o impasse criado pela elevação dos custos na Fórmula 1. Segundo o dirigente da Mercedes, se a categoria aprovasse o uso de dois tipos de motores diferentes, isso poderia causar um desequilíbrio que "destruiria" a competição.

"Foi uma boa solução para o esporte, foi a escolha correta. Um campeonato com dois tipos diferentes de conceitos de motores seria loucura e destruiria a Fórmula 1", disse Lauda, ao Auto Motor und Sport.

De acordo com a nova proposta, as atuais fornecedoras concordaram em abordar as questões-chave para a redução de custos, em fornecer motores para um número mínimo de equipes - caso sejam convocadas para isso - e que um propulsor alternativo seja aprovado no futuro.

As fabricantes terão que apresentar uma proposta até 15 de janeiro, com as primeiras reuniões sobre o assunto a serem realizadas neste final de semana, entre as atividades do GP de Abu Dhabi. Caso a proposta não seja considerada satisfatória, a FIA avisou que o conceito de motores padrão pode retornar para a pauta de discussões.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias