Lauda recompra ações e retoma controle de companhia aérea

Tricampeão da F1 assumiu espólio da Niki, voltada a voos low-cost, para retornar ao ramo da aviação

Tricampeão mundial e atual dirigente da F1, Niki Lauda está de volta ao ramo da aviação. O austríaco recomprou o espólio da companhia aérea que fundou e retornará ao controle da empresa.

Lauda ingressou na aviação durante sua primeira retirada das pistas, na virada da década de 70 para 80, quando criou sua primeira companhia aérea – a hoje extinta Lauda Air. Anos mais tarde, fundou a Niki, voltada a voos de baixo custo, após a compra de outra empresa do ramo., a Aero Lloyd.

Lauda havia vendido suas ações na empresa para a Air Berlin ao fim de 2011, antes de ingressar na Mercedes na F1 como diretor não-executivo. Contudo, a Niki enfrentou sérios problemas financeiros, sendo que a Air Berlin colocou a empresa novamente no mercado.

Por um valor não revelado, o ex-piloto derrotou a concorrência do consórcio IAG e da gigante Lufthansa, que foi obrigada a retirar sua oferta devido a leis antitruste da Comissão Europeia.

Em entrevista a emissoras de TV austríacas, Lauda revelou que conversará com os membros da companhia aérea “o quanto antes” para que os voos sejam retomados ao fim de março. A novidade, porém, não deverá interferir em suas tarefas na Mercedes, que tenta conquistar seu quinto título consecutivo na F1 em 2018. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias