Lauda: tática de Hamilton não foi “segura” para Mercedes

Niki Lauda questionou tática de Lewis Hamilton de segurar Nico Rosberg em Yas Marina, dizendo que britânico não tinha chance de forçar alemão ao quarto lugar

Niki Lauda, diretor não-executivo da Mercedes, não acredita que a tática de Lewis Hamilton teria sucesso de qualquer forma ao adotar a tática de segurar Nico Rosberg para forçá-lo a perder posições e terminar em quarto, para o britânico chegar ao tetracampeonato.

Em entrevista à rede de TV britânica Channel 4, Lauda foi questionado se faria o mesmo que Hamilton se estivesse em uma situação semelhante. "Honestamente, pensando sobre isso agora, eu não incomodaria meu companheiro de equipe. Fizemos muitas coisas no passado, mas havia respeito um pelo outro", disse.

"Nico fez um grande trabalho durante toda a temporada, chegando a Abu Dhabi com 12 pontos de vantagem. Forçá-lo a cair para quarto era algo que nunca deveria ter acontecido. Eu o felicitei, pois o primeiro título é o mais duro de todos. Além disso, é algo fantástico para nós", disse.

Ainda que entenda a atitude de Hamilton do ponto de vista do piloto, Lauda destacou que a prioridade era garantir que a Mercedes vencesse a corrida no modo mais seguro possível, já que havia a ameaça de Sebastian Vettel na reta final da prova.

"Entendo a atitude de Lewis. Por outro lado, há um esforço de equipe - a Mercedes precisa vencer essas corridas no modo mais seguro possível. No fim, acabou sendo uma corrida emocionante, mas não foi segura. Então demos uma ordem para ele aumentar o ritmo. Ele respondeu 'deixem-me em paz, estou correndo', o que foi uma declaração engraçada, a propósito", completou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Niki Lauda , Nico Rosberg
Tipo de artigo Últimas notícias