Leclerc: Passo da F2 para a F1 foi maior do que esperava

compartilhar
comentários
Leclerc: Passo da F2 para a F1 foi maior do que esperava
Scott Mitchell
Por: Scott Mitchell
18 de jun de 2018 13:07

Piloto monegasco afirma que demorou para entender dinâmica da categoria e que início de 2018 marca sua maior evolução como piloto na carreira

Charles Leclerc, Sauber C37 on the grid
Josef Leberer, Sauber Trainer and Charles Leclerc, Sauber
Charles Leclerc, Sauber C37
Charles Leclerc, Sauber C37, leads Fernando Alonso, McLaren MCL33
Charles Leclerc, Sauber C37 pit stop
Charles Leclerc, Sauber C37

Charles Leclerc admitiu que o passo que teve da Fórmula 2 para competir na Fórmula 1 foi maior do que esperava.

O novato da Sauber teve as três primeiras corridas da temporada de 2018 como aprendizado, mas mudou isso com uma melhora no estilo de pilotagem para conseguir títulos consecutivos de GP3 e F2.

Leclerc, que desde então marcou pontos em três das últimas quatro corridas, disse que é "louco" ter "tantas coisas novas na Fórmula 1 e ter que se concentrar em tantos detalhes". Ele acredita que melhorou mais em suas sete corridas de F1 do que toda a sua carreira no automobilismo.

"Mesmo estando neste esporte desde que eu tinha três anos, eu não esperava que esse salto fosse tão grande", disse Leclerc.

"A quantidade de procedimentos e mudanças no estilo de dirigir... tudo é um passo à frente.”

"Foi difícil para mim no começo. Talvez o que eu queria era entender o carro um pouco mais rápido. Mas duas corridas, ou digamos três corridas, para aprender completamente que o carro, não é muita coisa.”

"Se eu pudesse ter mudado alguma coisa, mudaria isso.”

Leclerc disse que adaptou sua abordagem aos fins de semana de corrida para lidar com a maior intensidade da F1.

"O fim de semana em geral é muito diferente, você está muito mais ocupado com a mídia e tudo mais, mas o objetivo é o mesmo: fazer o melhor trabalho possível no carro", disse ele.

"Você precisa aprender a trabalhar com muitas pessoas, e para mim isso foi muito difícil no começo.”

"Na F2, você está falando apenas com uma pessoa, que é seu engenheiro, mas aqui você tem muitas pessoas que estão cuidando de áreas menores do que você tem em F2. Isso leva um pouco de tempo para se acostumar."

Leclerc adquiriu experiência em gerenciamento de pneus na GP3 e na F2, que usam pneus Pirelli de alta degradação, e lidou com pitstops pela primeira vez na F2.

Ele chamou F2 de "uma ótima preparação" para a F1, mas admitiu que o fato de a categoria não ter o tipo de tecnologia híbrida que desempenha um papel fundamental na F1, é negativo.

"A gestão de pneus está no mesmo nível na F2, mas você tem energia", disse ele.

"Você precisa considerar quando usar a energia lutando com outros pilotos que têm muita experiência."

Reportagem adicional por Glenn Freeman e Oleg Karpov

Next article
FIA admite que é possível burlar tempo do VSC

Previous article

FIA admite que é possível burlar tempo do VSC

Next article

McLaren revela que 3 times tentaram contratar Norris

McLaren revela que 3 times tentaram contratar Norris
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Charles Leclerc
Equipes Sauber
Autor Scott Mitchell