Liberty: Monza deve ser parâmetro para outros promotores

Após GP da Itália, diretor se diz impressionado com promoção e ataca: “Temos 20 promotores, mas só quatro ou cinco são promotores de verdade”

Chefe comercial da Fórmula 1, Sean Bratches acredita que outros locais possam aprender com o sucesso do GP da Itália, que teve recorde de pagantes no fim de semana passado. Detentora dos direitos da F1, a Liberty Media anunciou que 185 mil pessoas assistiram ao evento ao longo dos quatro dias em Monza.

Embora reconheça que Monza é um caso especial, graças à tradicional paixão local pela Ferrari, Bratches espera ver níveis semelhantes de apoio em outros lugares.

Ele diz que dos 20 locais no calendário, apenas "quatro ou cinco" realizam o trabalho de promoção adequado.

"Eu acho que há um vento inerente atrás de nossas velas em Monza. Mas nossa intenção é criar uma sobreposição para nossos promotores, para ajudá-los a ativar", disse Bratches ao Motorsport.com.

"Por definição, um promotor deve promover, e acho que devemos encorajar mais isso.”

"Temos 20 promotores, mas apenas quatro ou cinco são verdadeiramente promotores. O resto são grupos de entusiastas de carros ou governos.”

"Estamos tentando levar todos a um padrão, e Monza é algo que deve ser analisado de maneira favorável."

Ele acrescentou: "Eu acho que a paixão, a energia e a emoção nesta base de fãs é cativante”.

"Foi muito contagioso, e eu tive um GP maravilhoso - não apenas em nível de negócios, mas em nível pessoal.”

"Ir para a Fan Zone e assistir todos animados foi realmente muito gratificante."

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias