Liberty pode salvar GP da Grã-Bretanha

Presidente de Silverstone acredita que mudança comercial da F1 deve ser "útil" a médio prazo

O contrato de Silverstone para o GP da Grã-Bretanha é válido até 2026, mas uma cláusula de ruptura pode terminar o acordo mais cedo, embora precise ser ativada antes da corrida deste ano, em julho.

John Grant , presidente do British Racing Drivers' Club (BRDC), acredita que o crescente envolvimento da Liberty Media nos direitos comerciais da F1 pode ser um passo na direção certa.

"Algumas coisas estão indo a nosso favor", disse ao Autosport, site que faz parte do Grupo Motorsport. "A mudança iminente de propriedade da F1 deve ser útil a médio prazo."

"A Liberty parece simpática aos nossos olhos, precisamos de um reequilíbrio da equação econômica, estamos explorando muitas maneiras e conversando com várias partes."

Dinheiro público

Outra área possível que poderia fornecer assistência é o setor público, embora tradicionalmente o governo não disponibilize ajuda financeira a Silverstone.

"Existem argumentos convincentes que o dinheiro público seja usado, mas entendemos que a F1 é vista como um esporte rico", acrescentou Grant.

"Eu não acho que o dinheiro seria politicamente possível, mas alguma outra forma de apoio público possa ser."

Grant acrescentou que, mesmo se o BRDC ativar a cláusula de ruptura, isso não significaria necessariamente o fim do GP da Grã-Bretanha.

"Se fizermos isso, não será o fim, seria uma base para novas negociações", disse ele. "Nós não veríamos isso como irrevogável."

E a venda?

O BRDC falou com várias partes diferentes no último ano sobre uma possível venda de Silverstone para ajudar o clube financeiramente.

Grant acredita que a posição do BRDC está mais forte, graças a alguns acordos, como o de sediar uma etapa do mundial de Rallycross a partir de 2018.

"Temos um ótimo apoio da Heritage Lottery Fund e agora os conselhos locais e as parcerias empresariais se uniram para fornecer grande parte do saldo do financiamento necessário", disse ele.

"Este é um grande passo à frente, porque deve atrair meio milhão de novos visitantes a Silverstone todos os anos."

"Com todas essas coisas acontecendo, então estamos sentindo menos pressão para ter que fazer um acordo imediatamente [para vender Silverstone]."

Be part of something big

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias