"Loteria" dos pneus é difícil de prever, diz Bruno Senna

compartilhar
comentários
12 de nov de 2012 10:56

Brasileiro disse que carro já mudou de comportamento apenas após troca de pneus, mas não dá para acusar a Pirelli

Considerados um dos grandes motivos para a alta competitividade apresentada nesta temporada da Fórmula 1, os pneus Pirelli seguem sendo complicados para as equipes. Em seu segundo ano na categoria, a empresa modificou os compostos para este ano, o que fez com que seu comportamento tenha surpreendido as equipes em diversas ocasiões.

Isso fez com que muitos pilotos reclamassem ao longo do campeonato a respeito de jogos que pareciam não funcionar como os outros: sem mexer no carro, apenas trocando os pneus, os pilotos sentiam muita diferença no equilíbrio do carro.

O brasileiro Bruno Senna foi um deles. Porém, o piloto da Williams lembra que não dá para culpar a fornecedora porque são muitos os fatores que alteram o rendimento do carro.

“Algumas vezes, há um ou outro jogo de pneu que não funciona como os outros, mas não é algo que acontece toda hora. Já senti esse tipo de coisa, mas isso não quer dizer necessariamente que o pneu tem algum tipo de problema”, afirmou ao TotalRace.

“A questão é que não dá para apontar com certeza que o problema é o pneu. Às vezes, as condições climáticas podem influir, assim como outros fatores. Você pode achar que o carro mudou só porque trocou o pneu, mas há outras coisas que podem influir e culminar com a diferença de equilíbrio.”

Próxima Fórmula 1 matéria
"Força mental" explica bom desempenho em classificação, diz Pastor

Previous article

"Força mental" explica bom desempenho em classificação, diz Pastor

Next article

Vettel revela vontade de que GP em Nova Jersey saia do papel

Vettel revela vontade de que GP em Nova Jersey saia do papel
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Bruno Senna
Tipo de matéria Últimas notícias