Lotus afasta o favoritismo e vê McLaren e Red Bull à frente

Diretor técnico da equipe, James Allen, acredita que equipe está em um "grupo muito próximo" atrás da dupla

A Lotus foi bem na pré-temporada

Após liderar a última sessão de testes coletivos antes da temporada 2012 da F-1, a Lotus, de Kimi Raikkonen e Romain Grosjean, passou a ser indicada como uma das maiores forças para o campeonato que começa dia 18 de março, na Austrália.

Mas o diretor técnico da equipe logo tratou de diminuir a expectativas em torno da equipe, que não vence uma corrida desde os tempos de Renault, em 2008, e conquistou apenas dois pódios ano passado, logo no início da temporada.

“Não nos vemos como favoritos”, afirmou James Allison. “Eles são Red Bull e McLaren. Atrás deles há um grupo que está muito próximo, e estamos dentro dele”, garantiu à Auto Motor und Sport.

Apesar de ter estabelecido as marcas mais rápidas, tanto nos primeiros testes em Jerez, quanto nos finais, em Barcelona, a pré-temporada da Lotus também foi marcada pelos problemas estruturais na suspensão, que obrigaram a equipe a ficar de fora de quatro dias de práticas. 

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias