Lotus celebra ritmo de corrida, mas fica de olho na classificação

Equipe colocou pelo menos um carro entre os dez melhores em cada uma das sessões disputadas em Valência nesta sexta

Grosjean trava tudo em Valência

A Lotus teve mais um dia de resultados satisfatórios nos treinos livres em Valência, com pelo menos um carro entre os dez em cada sessão. 

No fim das contas, o melhor foi Romain Grosjean, que completou o segundo treino em oitavo lugar e ficou contente, mesmo sabendo que pode ir melhor com algumas alterações no carro.
 
"Foi um dia muito bom. Menos do que esperavamos, mas amanhã pode ser diferente, vamos ver. O carro está bom em long runs, com pouco combustível também está bom para a corrida. Precisamos de um extra para a classificação", diz.
 
A classificação também é algo que Grosjean vê com carinho: "Não foi ruim para ser honesto. Queremos ver qual a estrategia para a corrida e como cuidar dos pneus. Minha última volta foi boa. Não é o fim do mundo ir mal na classificação, mas amanhã vamos trabalhar em cima disso. Amanhã estará mais quente e emborrachado."
 
A variação entre os pneus também pesa no trabalho do francês e da Lotus: "No segundo treino é difícil ir dos primes para os options e conseguir ir bem logo de cara. Existe mais para vir na pilotagem e no carro para amanhã. Vamos trabalhar em pequenas ideias."
 
Já Kimi Raikkonen completou a sexta-feira em 11°, após ter sido décimo pela manhã, e ressaltou o vento e a performance em classificação da equipe gaulesa.
 
"O carro está bem e não tivemos problemas. O vento atrapalhou de manhã, mas estava melhor à tarde. Fiquei preso no tráfego em minha long run, então não consegui ir rápido como poderia. O carro está forte na corrida, mas precisa melhorar na classificação. Faremos pequenas mudanças no carro", resume.
Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Europa
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias