Lotus esperava desempenho melhor no classificatório em Cingapura

A oitava colocação de Romain Grosjean e a 12ª de Kimi Raikkonen não foram suficientes para os pilotos da equipe de Enstone

Apesar de ter voltado à Fórmula 1 após uma corrida de gancho e já ter chegado no Q3, Romain Grosjean não achou que a oitava colocação no grid para o Grande Prêmio de Cingapura foi um ótimo negócio.

"O resultado não foi o que nós queríamos, mas essa é uma pista muito difícil e estive lutando para ter aderência durante todo o fim de semana. Ou seja, num todo, foi bom estar no Q3", disse Grosjean, que chegou a bater no muro no Q2, sem danificar seu carro.

Para Kimi, seu bólido melhorou, mas terminar a sessão em 12º não quer dizer grandes coisas. "O carro está muito melhor hoje do que ontem. Somos rápidos com pneus usados, mas por algum motivo perdemos aderência com pneus novos. Com certeza, P12 não é a posição que nós queremos. Não temos a velocidade dos líderes, mas certamente somos mais rápidos do que isso. Vamos ver o que consigamos fazer na corrida", finalizou.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Cingapura
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias