Lotus evolui, Grosjean vai ao Q2 e diz poderia ter ficado entre os 10

compartilhar
comentários
Lotus evolui, Grosjean vai ao Q2 e diz poderia ter ficado entre os 10
Por: Guilherme Carvalho
29 de mar de 2014 13:29

Francês ficou em 15º. uma posição à frente de Maldonado. Ericsson pediu desculpas à Caterham por batida

Depois de andar na rabeira na Austrália, a Lotus finalmente parece estar encontrando um caminho para voltar a ser competitiva. Romain Grosjean conseguiu ir ao Q2 em Sepang e acha que poderia até ter passado à última parte do treino e Maldonado foi o melhor dos que ficaram no Q1. Na Sauber, Esteban Gutierrez se destacou com o 12º tempo e Marcus Ericsson, da Caterham, bateu no final do Q1.

Vejam o que disseram os pilotos de Lotus, Sauber, Marussia e Caterham:

Esteban Gutierrez, Sauber, 12º:
"Foi uma boa qualificação. Todos fizeram um grande trabalho e conseguimos superar alguns pequenos problemas para ter um carro confiável. Eu realmente quero agradecer a minha equipe e também à Ferrari, pois eles têm trabalhado muito duro para melhorar ainda mais a unidade de potência. As condições da pista foram bem complicadas, contudo, conseguimos melhorar o carro durante a classificação, tentando achar o melhor equilíbrio aerodinâmico e também a pressão dos pneus. Acabou sendo um bom dia e 12º é uma ótima posição inicial, considerando nosso desempenho global. Amanhã vamos fazer o nosso melhor".

Romain Grosjean, Lotus, 15º:
"Foi definitivamente uma boa surpresa chegar ao Q2 hoje e eu acho era possível ir ao Q3, se não fosse por uma falha de comunicação no final da sessão, quando eu deveria ter usado pneus novos. Hoje fizemos algumas melhorias e não tivemos muitos problemas, mas precisamos um pouco mais do que isso”.

Pastor Maldonado, Lotus, 16º:
"Eu estava em uma boa volta rápida quando a bandeira vermelha apareceu e, com certeza, eu teria melhorado a minha posição se tivesse sido capaz de terminar a volta. Ao mesmo tempo, acho que foi um pouco tarde para entrar na pista com pneus novos, por isso temos que analisar o que houve. Nessas condições, é um pouco como uma loteria e, desta vez, eu estava sem sorte. O importante e positivo é que o carro está funcionando muito bem. Não houve problemas hoje, o que é muito bom. Esperamos que este tenha sido um grande passo em frente e que poderemos melhorar nosso desempenho a partir de agora".

Adrian Sutil, Sauber, 17 º:
"Nossa estratégia era sair para a pista um pouco mais tarde, quando o asfalto normalmente tem as melhores condições. Porém, mais chuva começou a cair novamente. Nós teríamos melhorado, mas, devido à bandeira vermelha não tivemos mais tempo. O carro estava muito difícil de conduzir naquelas condições, já que os pneus não tinham aderência suficiente. Há muito trabalho pela frente, precisamos melhorar passo a passo, com paciência".

Jules Bianchi, Marussia, 19º:
"Eu acho que foi uma boa sessão de classificação, em que não tive problemas com o ERS, então isso é positivo. Agora temos que trabalhar em cima das dificuldades que experimentamos no molhado pela primeira vez. As condições eram muito instáveis. Para a corrida de amanhã, eu penso que nós podemos conseguir um bom resultado se as circunstâncias encaixarem. Vamos fazer o melhor possível".

Kamui Kobayashi, Caterham, 20º:
"Mais uma vez tive problemas com o carro e por isso fui capaz de completar só sete voltas no terceiro treino livre pela manhã. Mesmo com essa limitação, ainda fomos capazes de fazer um pouco de progresso e, com os dados gerados a partir o carro do meu companheiro de equipe, fomos capazes de fazer o acerto para a classificação. Na qualificação, tendo em vista todos os problemas enfrentados no fim de semana, tivemos uma pequena recompensa. Agora vamos nos concentrar no futuro e espero que possamos ter uma corrida boa. Se chover como hoje, tudo pode acontecer".

Max Chilton, Marussia, 21º:
"A sessão de classificação foi um pouco frustrante depois de ter estado no ritmo todo fim de semana. Nessas condições, você tem apenas uma chance de reunir tudo ao mesmo tempo e, na minha única volta limpa, fiquei sem o ERS. E também tinha tráfego,  então foi uma sessão confusa todo, o que é uma pena, pois eu me sentia muito confiante com o carro. Nós ainda não sabemos o que o amanhã trará, mas eu estou preparado para qualquer eventualidade com o clima. Acho que temos um carro para tirar proveito de todas as oportunidades".

Marcus Ericsson, Caterham, 22º:
"Esse foi meu primeiro treino com pista completamente molhada o tempo todo, de modo que, desde a primeira volta, foi tudo novo para mim. O treino não começou muito bem, com o carro falhando quando eu estava no pit, mas quando fui para a pista foi interessante, posso dizer. Eu estava aprendendo mais e mais e fizemos uma parada rápida com alguns minutos sobrando para colocar um outro jogo de intermediários. Mas, em seguida, na minha última volta rápida, cometi um erro no setor um e bati. Peço desculpas à equipe. Eles trabalharam tão duro durante toda a semana, devido aos problemas que tivemos e agora eles têm outro trabalho enorme pela frente para preparar o carro para amanhã. Esta foi outra grande lição para mim".
Próxima Fórmula 1 matéria
Dentro do top 10, Hulkenberg sobra mais uma vez em cima de Perez

Previous article

Dentro do top 10, Hulkenberg sobra mais uma vez em cima de Perez

Next article

Lewis Hamilton domina GP da Malásia e iguala Nelson Piquet

Lewis Hamilton domina GP da Malásia e iguala Nelson Piquet
Load comments