Lotus: ficarmos sem Grosjean será uma grande perda

Com ida do francês para a novíssima equipe Haas, engenheiro da Lotus diz que piloto não deve ser subestimado

Para a equipe Lotus a saída de Romain Grosjean será bastante sentida. O piloto anunciou nesta terça-feira que deixa a estrutura de Enstone – onde correu desde que estreou na F1 em 2009 – para se juntar ao novo time norte-americano da Fórmula 1, a Haas.

Engenheiro de pista da Lotus, Alan Permane acredita que o francês fará falta à escuderia após todos estes anos trabalhando em conjunto.

"Não poderia ter requisitado mais do que ele fez," falou Permane ao site da revista inglesa Autosport. "Ele se classifica bem e corre perfeitamente.”

"Com ele indo, o que assumo que está acontecendo, é claro que ele será uma perda.”

"Ele seria um trunfo para qualquer equipe com sua experiência. Ele também é muito rápido, então, sim, vai ser uma perda.”

"Ele se encaixa muito bem, ele está aqui há muito tempo. Ele já tornou momentos terríveis em momentos mais fáceis. E isso não deve ser subestimado."

Romain Grosjean tem dez pódios na F1 em 78 GPs disputados. Ele estreou no GP de Valência de 2009 substituindo Nelsinho Piquet na Renault. Após uma temporada ruim, ele andou de AutoGP e GP2 nos anos seguintes até conseguir voltar à F1 em 2012 pela Lotus (antiga Renault) após ter sido campeão das duas categorias.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias