Lotus mira o terceiro lugar entre as equipes com o E21

Equipe de Kimi Raikkonen e Romain Grosjean é a primeira a lançar carro de 2013 e mantém degrau no bico

A Lotus foi a primeira equipe a mostrar seu carro para a temporada 2013. Após a boa campanha do ano passado, com a quarta colocação no mundial de construtores, o time de Enstone busca incomodar Red Bull, Ferrari e McLaren. A meta é chegar ao terceiro lugar. Em 2012, Kimi Raikkonen foi terceiro no mundial e venceu a primeira prova da equipe desde 2008, no GP de Abu Dhabi. O finlandês subiu ao pódio em sete oportunidades.

SAIBA TUDO SOBRE O LANÇAMENTO DA LOTUS

Raikkonen reconheceu a importância de melhorar o rendimento nas classificações em relação ao ano passado, mas não acredita que isso seja tudo. “Com certeza, não é segredo que, se classificarmos em posições melhores, teremos mais chances nas corridas. Porém, é o pacote completo que é o mais rápido e esperamos que seja assim.”

O campeão de 2007, em seu segundo ano com a equipe de Enstone, acredita que a experiência vai lhe ajudar. “Deve ser mais fácil porque conheço as pessoas e eles me conhecem, mas não significa que teremos um resultado melhor. O que é certo é que será tudo mais simples na Austrália.” Kimi disse ainda que está satisfeito no time. “Temos um contrato e estou muito feliz com as pessoas e as equipes. Não tenho motivo para ir para nenhum lugar. Claro que precisamos de resultados melhores neste ano, mas, se estiver feliz, não vejo motivo para mudar.”

A Lotus contará pelo segundo ano seguido com o franco suíço Romain Grosjean. O piloto subiu ao pódio em três oportunidades em sua primeira temporada completa na categoria, mas se envolveu em diversos acidentes nas primeiras voltas dos GPs, o que lhe rendeu, inclusive, uma suspensão, após acidente no GP da Bélgica.

Grosjean reconheceu que precisa melhorar em 2012. “Está claro que temos bom ritmo de classificação e muitos incidentes, então é nisso que vamos nos concentrar. Vou tentar melhorar a cada vez que subir no carro. Quero ser mais consistente nesta temporada e ter a certeza, quando descer do carro, que fiz meu melhor.”

O piloto destacou que o time não esperava um desempenho bom logo de cara ano passado – Grosjean se classificou em terceiro no grid na primeira prova – e agora a expectativa é maior. “Tenho certeza de que eles trabalharam muito bem no inverno, como todos. Tivemos uma boa surpresa ano passado em Melbourne. Tomara que seja o mesmo neste ano.”

Como reservas, a equipe manterá Jerome D'Ambrosio pelo segundo ano seguido e terá ainda o campeão da GP2 de 2012, Davide Valsecchi.

Ainda que as regras permitam que o degrau no bico do carro seja coberto, a equipe optou por manter o desnível. Porém, o diretor técnico, James Allison, afirmou que isso pode mudar. “Ainda não fizemos a cirurgia cosmética proposta pela FIA porque adicionaria algumas gramas ao carro e ninguém quer isso. Mas, se conseguirmos algo mais leve e, melhor ainda, se tiver efeito aerodinâmico, mudaremos o bico.”

Outra mudança visível é na pintura do E21, que recebeu mais detalhes em vermelho. “Há um pouco de tudo: nas ideias, assim como a continuidade do desenvolvimento de coisas em que estamos trabalhando nos últimos anos. As regras são muito parecidas com os de 2012, por isso não pode se esperar algo muito diferente”, afirmou Allison.

 

O engenheiro confirmou ainda que a Lotus segue trabalhando no conceito do DRS passivo, com o qual não chegou a correr em 2012.

“É uma área em que continuamos a trabalhar e a natureza passiva do acionamento de nosso dispositivo significa que ele não está proibido pelas últimas regulamentações. Não é algo que será como uma bala de prata e transformará o carro, mas é algo que pode somar na performance como parte do desenho como um todo.”



Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias