Lotus nega ‘brake test’ de Grosjean em manobra de Verstappen

Diretor da Lotus descarta que o francês tenha freado antes da hora, só para prejudicar Max Verstappen

Após o acidente envolvendo Romain Grosjean e Max Verstappen, no final do GP de Mônaco no último domingo (24), os comissários de prova decidiram punir o jovem holandês, pois decidiram que a manobra do piloto foi exagerada. Entretanto ficou a discussão se Grosjean tenha freado antes, o diretor da Lotus nega.

O termo ‘brake test’ é bastante conhecido no mundo do automobilismo e acontece quando o piloto freia seu carro antes da hora, para literalmente testar o piloto que está atrás, para que perca tempo ou se atrapalhe.

Verstappen alegou em sua defesa que Grosjean tenha usado esse artifício e por conta disso, não conseguiu evitar o acidente. Mas o diretor de operações da Lotus, Alan Permane negou que o francês tenha feito isso.

“Foi bastante claro. Verstappen fez um movimento sem pensar. Romain (Grosejan) não se move, ou ele se move um pouco, e é permitido se mover um pouco, mas não como Verstappen. Ele não freou cedo ou qualquer coisa assim. É muito claro que Verstappen foi simplesmente tolo”, disse Pemane.

Para defender seu piloto, Permane confirmou em sua conta pessoal no Twitter que Grosjean freou cinco metros depois que na volta anterior. Isso foi confirmado na telemetria e mandado para os comissários avaliarem. Isso foi levado em consideração para punir o piloto da Toro Rosso.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Romain Grosjean , Max Verstappen
Equipes Lotus F1 , Toro Rosso
Tipo de artigo Últimas notícias