Lotus permanece "muito confiante" em acordo com Renault

Matthew Carter CEO da Lotus diz que mantém forte confiança no negócio com a Renault, apesar dos constantes atrasos

A Renault anunciou que assinou uma carta de intenções para compra da Lotus no fim de setembro, após semanas de especulações sobre o futuro do time. Apesar da ausência de notícias desde então, Matthew Carter, CEO da Lotus, disse que tudo está evoluindo bem.

"A Renault emitiu uma carta de intenções e estamos negociando a todo vapor para que tenhamos o acordo", disse Carter ao site oficial da F1.

"As coisas estão progredindo, mas levam tempo. Estou confiante de que o negócio vai acontecer, mas como disse, é necessário tempo. Sabemos que nos negócios tudo pode acontecer enquanto as assinaturas não acontecem, mas a confiança é muito alta."

Carter também falou sobre o futuro nome "Lotus", que tende a desaparecer da F1 novamente.

"Se o negócio com a Renault for concluído, sim, o nome estará fora da F1. Nesse momento temos a licença de uso do nome Lotus e ela deve ser encerrada com o acordo assinado. Alguma outra equipe poderá adquirir no futuro."

"Eles querem correr com o nome do fabricante, assim como é a Ferrari e a Mercedes, no momento."

Carter também acrescentou que está se projetando o carro versão 2016 para ambos motores, Renault e Mercedes, no caso do negócio com a fábrica francesa não sair.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Equipes Team Lotus
Tipo de artigo Últimas notícias
Tags renault