Lotus se decepciona com terceiro e nono lugares no grid

Reclamando de falta de velocidade, Raikkonen não conseguiu encaixar volta, enquanto Grosjean se perdeu com acerto

Sem usar o DRS duplo devido à falta de quilometragem em consequência da chuva que marcou os treinos livres de sexta-feira, a Lotus não escondeu a decepção com a terceira colocação de Kimi Raikkonen e a oitava colocação de Romain Grosjean na classificação do GP da Bélgica.

“Não foi uma das classificações mais fáceis. O carro estava ok, mas não parece que tínhamos a mesma velocidade dos outros e certamente não éramos rápidos o suficiente para ter a pole hoje. A corrida é uma história diferente. No grid, estamos à frente dos caras que têm mais pontos que nós no campeonato, então tentaremos marcar mais pontos que eles”, resumiu Raikkonen, vencedor em quatro oportunidades em Spa.

O finlandês, de acordo com o diretor de operações de pista Alan Permane, não conseguiu virar uma volta perfeita, enquanto Grosjean teve problemas de acerto. Segundo o engenheiro, a Lotus sofreu com “uma incomum falta de consistência” hoje.   

“Não foi minha melhor classificação de todos os tempos, tive um pouco de dificuldade”, reconheceu Grosjean, que esteve próximo de ser eliminado ainda no Q1. “Não me senti tão confortável no carro como gostaria. Dá para ver o quão próximo o top 10 estava então sofri por não ter tudo exatamente como queria, especialmente com o composto mais macio. Tenho certeza de que o carro estará bom para a corrida e faremos uma boa estratégia.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP da Bélgica
Pilotos Kimi Raikkonen , Romain Grosjean
Tipo de artigo Últimas notícias