Magnussen poderá substituir Maldonado na Renault

Representantes da Renault teriam viajado para Venezuela para resolver problemas com a PDVSA, principal patrocinadora do piloto do país. Dinamarquês seria o mais cotado

Se discute a possibilidade da PDVSA, companhia petrolífera que apoia Pastor Maldonado, encerre o patrocínio que mantém o piloto na F1. Representantes da antiga Lotus e da Renault teriam viajado para a Venezuela para se reunir com a cúpula da estatal.

Um dos cotados para a vaga na Renault seria de Kevin Magnussen, que chegou a conversar com a Lotus ano passado, mas com a confirmação de Jolyon Palmer no "novo" time, o diálogo foi encerrado.

Com a aquisição da Lotus pela Renault, fontes sugeriram que a fabricante não estaria contente com a perspectiva de ter como dupla titular Maldonado e Palmer.

Magnussen, que esteve em Enstone na semana passada, teria o apoio da Jack & Jones, marca de roupas que sempre o patrocinou. 

Mesmo se não houver nenhuma alteração no lineup de 2016, o dinamarquês poderia ser o piloto principal em 2017, apesar da relutância em não continuar em um programa sem competir oficialmente. Ele também é cotado para a Mercedes no DTM ou até mesmo ser um dos pilotos oficiais da Manor.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pastor Maldonado , Kevin Magnussen
Equipes Renault F1 Team
Tipo de artigo Últimas notícias