Maldonado diz que Hamilton foi otimista em manobra que o tirou da prova

Piloto da Williams vinha em sexto lugar quando foi atingido pelo inglês, que foi punido pelo acidente, a poucas voltas do final

Maldonado vinha em sexto até as últimas voltas

Pastor Maldonado era só decepção ao final do GP de Mônaco. Correndo entre os 10 primeiros durante toda a prova, o piloto da Williams vinha em sexto quando foi atingido por Lewis Hamilton nas voltas finais e abandonou. Perguntado pelo TotalRace sobre o incidente, o venezuelano comparou a batida a de Felipe Massa.

“Acho que ele tentou fazer comigo a mesma coisa que tentou com Felipe. Exatamente a mesma coisa. Acho que ele foi otimista. A pista é muito estreita e você tem que ser muito cuidadoso com as ultrapassagens. Eu fiz várias ultrapassagens na corrida e não tive problema algum porque estava muito convicto a fazê-lo. Talvez esta controvérsia seja porque ele está lutando pelo campeonato.”

O venezuelano disse que não esperava que Hamilton tentasse fazer a manobra.

“Essa curva é sempre muito difícil porque ela é à esquerda e vem de uma reta que na verdade é uma curva longa. É sempre difícil ultrapassar lá. Você tem que estar lado a lado e ele não estava. Acho que foi muito otimista pela condição da corrida, ele estava com os pneus super macios e veio para cima. Só fiz minha linha e senti o impacto. Ele foi muito otimista, e não foi somente comigo.”

Perguntado sobre qual punição queria para o inglês, Maldonado mostrou sua decepção.

“Agora já foi, minha corrida já foi. Os pontos eram importantes para nós. Eu consegui andar no ritmo da Ferrari no início, da Mercedes e da Renault. Acho que foi um grande final de semana e temos que pensar na próxima corrida. Estou mais confiante, não me sinto como um estreante.”

(colaborou Felipe Motta, de Mônaco)

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP de Monaco
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias