Maldonado lança suspeita de favorecimento a Bottas na Williams

Depois de ser mais de 1s5 mais lento que companheiro, venezuelano diz estranhar comportamento dos pneus; equipe nega

Um dos grandes destaques da classificação foi o finlandês Valtteri Bottas, que será companheiro de Felipe Massa na próxima temporada na Williams, mas ao final do treino que definiu o grid de largada para o GP dos Estados Unidos foi seu atual parceiro, Pastor Maldonado, que indicou um favorecimento ao finlandês.

“Durante todo o final de semana não conseguimos lidar com a temperatura e as pressões dos pneus. Parece que cada jogo tem um comportamento distinto”, explicou o venezuelano, que foi mais de 1s5 mais lento que Bottas e larga oito posições atrás do finlandês, ao TotalRace.

“Testamos peças diferentes, mas não sei dizer o que foi usado por cada um porque não sou eu quem prepara o carro. Acho que estão mexendo com as pressões, jogando com a temperatura. Mas tem que perguntar para eles.”

A acusação foi prontamente refutada pela chefe substituta da equipe, Claire Williams. “A classificação é um momento em que os nervos ficam à flor da pele”, justificou à Sky Sports. “A Williams nunca fez esse tipo de coisa com seus pilotos. Não vou dizer que o clima com ele está dos melhores, mas ele quis sair do time e os pilotos têm esse direito, é normal.”

Bottas, por sua vez, disse que foi ele quem se adaptou melhor neste final de semana. “Os carros são os mesmos, só estou fazendo o meu melhor e é isso.”

O novato larga em nono, após ficar no top 5 durante toda a classificação e perder terreno na última tentativa. “O Q1 e Q2 foram muito bons. Mas no Q3, acho que poderia ter sido um ou dois décimos melhor, acabei forçando demais mas vou aprender com isso. Estou feliz com a maneira como operamos os pneus e melhoramos do treino livre para a classificação”, destacou o piloto, que espera marcar seus primeiros pontos na carreira. “Precisamos fazer tudo perfeito, tanto do meu lado, quanto em termos de estratégia, para chegar nos pontos.”

O finlandês foi pela segunda vez à última parte da classificação. “Não posso dizer que estou desapontado. Você sempre quer algo a mais, porém tem sido um ano difícil para nós e chegar no Q3 é muito bom. Estamos em uma posição perfeita para pontuar. O carro está muito bom especialmente no primeiro setor, então está bom de pilotar.”

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP dos EUA
Pilotos Pastor Maldonado , Valtteri Bottas
Tipo de artigo Últimas notícias