Maldonado nega problemas com dinheiro venezuelano: "Estarei aqui em 2012"

De acordo com o piloto, questionamento acerca do financiamento do governo que garante sua vaga são intriga da oposição

Maldonado faz seu ano de estreia na F-1

Negando os recentes rumores de que tem enfrentado problemas com o financiamento vindo da Venezuela para manter sua vaga na Williams, Pastor Maldonado afirma que tem certeza de que estará na Fórmula 1 no ano que vem. “Espero estar aqui ano que vem. E estarei. Tenho certeza.”

De acordo com o piloto, as acusações de que o dinheiro que foi liberado pelo governo de Hugo Chávez para garantir sua presença na categoria são reflexos da situação política do país.

“Não há nenhum problema [de dinheiro]. É que nenhum piloto foi confirmado, então estamos aguardando. Acredito que eu e Rubens fizemos um bom trabalho, não creio que dava para tirar nada mais do carro neste ano porque não tivemos um carro tão competitivo quanto o que a Williams está acostumada a ter. Mas estamos trabalhando muito no carro do ano que vem e esperamos estar aqui para desfrutar do trabalho que fizemos por todo este ano.”

Maldonado acredita que a situação política do país em nada vai atrapalhar sua permanência na categoria.

“O que acontece na Venezuela é que esse é um tema político, não desportivo. Tem eleição no ano que vem e temos um problema político é próprio nosso, da Venezuela. É algo típico de nosso modo de ser. Há partidos muito extremos e a oposição disse isso na assembleia. Mas não me afeta em nada. Sigo fazendo meu trabalho, que não é fazer política.”  

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Evento GP do Brasil
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias