Maldonado se diz surpreso por perda de vaga na Renault

Apoiado pela empresa estatal petrolífera venezuelana PDVSA, piloto perdeu seu lugar na Fórmula 1 após pagamento não se concretizar

Fora da equipe Renault, Pastor Maldonado se pronunciou pela primeira vez em uma entrevista à imprensa. O piloto se confessou confuso e surpreso com o ocorrido. Segundo ele, tudo foi muito rápido e nada pôde ser feito.

O venezuelano foi substituído na Renault pelo dinamarquês Kevin Magnussen.

"Não havia um acordo claro e a situação se desenvolveu em poucas horas", explicou à revista italiana Autosprint.

 "Eu me encontrei sem meu patrocinador, e o resto veio como resultado."

 Mesmo com a desilusão, Maldonado defendeu o trabalho da PDVSA no esporte de seu país.

 "Estas são questões sensíveis", disse ele. "Ainda estou querendo entender o que houve, e estou pensando apenas em trabalhar de uma forma alternativa para voltar a correr.”

 "A PDVSA fez um grande trabalho, e este programa estatal deu suporte também para os outros pilotos como EJ Viso e Samin Gomez, além de outros esportes."

O staff de Maldonado confirmou pouco depois de sua saída da Renault que o piloto planeja voltar à F1 em 2017.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Pilotos Pastor Maldonado
Tipo de artigo Últimas notícias