Manor considera não estrear carro novo nesta temporada

compartilhar
comentários
Manor considera não estrear carro novo nesta temporada
Jonathan Noble
Por: Jonathan Noble
Traduzido por: Gabriel Lima
9 de jun de 2015 12:46

Após contratação de Bob Bell, vindo da Mercedes, time diz que tende a refletir um pouco mais sobre decisão.

Will Stevens, Manor Marussia F1 Team
Roberto Merhi, Manor Marussia F1 Team no grid
Roberto Merhi, Manor F1 Team
Roberto Merhi, Manor F1 Team

Última do grid da Fórmula1, a equipe Manor não tem pressa para crescer se seu crescimento for desordenado. O time, que havia prometido previamente estrear seu carro de 2015 após a pausa de verão, no GP da Bélgica, entende que é preciso compreender o que é melhor a longo prazo para o seu desenvolvimento.

A Manor corre desde o início do ano com seu carro de 2014 (quando era Marussia) adaptado às exigências do regulamento técnico da FIA deste ano. Com o carro andando abaixo dos 107%, o time considera não estrear seu novo modelo para se focar no desenvolvimento para 2016.

Novas contratações podem decidir

O diretor esportivo da Manor, Graeme Lowdon, disse que as novas contratações na área técnica, incluindo o ex-diretor técnico da Mercedes, Bob Bell, serão fundamentais para decidir o que acontecerá.

A equipe planeja realizar um estudo de avaliação nas próximas semanas para descobrir se os custos de introdução de um carro atualizado nesta temporada superam quaisquer benefícios potenciais de, possivelmente, estar mais perto os concorrentes com um carro novo.

"Acho que ao longo das próximas semanas temos algumas decisões bastante importantes a tomar.”, falou ao Motorsport.com.

"O cenário está ficando um pouco mais claro agora, em termos de quem estamos competindo e o que precisamos fazer. Faremos o que é certo para nossa empresa."

Estratégia aberta

Lowdon disse que seria errado para a seu time se ater à estratégia inicial de introduzir o novo carro se Bell decidir que não faz muito sentido.

"Estamos trazendo gente que vai poder dar sua opinião no processo para uma tomada de decisão", disse ele.”

"Não faz sentindo decidir isso sozinho. Não faz sentido contratar essas pessoas e, em seguida, dizer que andar com o carro novo este ano é obrigação.”

"Não há um modo rápido. Definitivamente não podemos ter um motor diferente ou um chassi diferente. Tudo está aberto e qualquer que seja a resposta certa, é o que vamos fazer. Mas tenham em mente que algumas das pessoas que podem ter grande impacto nessa resposta estão apenas começando aqui."

Próxima Fórmula 1 matéria
Para chefe, Nico só passaria Hamilton com erro do inglês

Previous article

Para chefe, Nico só passaria Hamilton com erro do inglês

Next article

Ferrari está com medo que Mercedes tenha dado um salto no ritmo de corrida

Ferrari está com medo que Mercedes tenha dado um salto no ritmo de corrida
Load comments

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Equipes Manor Racing
Autor Jonathan Noble
Tipo de matéria Últimas notícias