Maria de Villota: "Essa corrida eu ganhei, porque estou viva"

Em entrevista à revista espanhola Hola, a piloto da Marussia contou como foram os momentos de recuperação de seu acidente em julho

Capa da revista espanhola Hola com Maria de Villota

A piloto espanhola Maria de Villota, filha do ex-piloto de Fórmula 1 Emilio de Villota, que no último 3 de julho sofreu um acidente quando realizava testes no aeroporto de Duxford, Inglaterra, com a Marussia, deu declarações à revista espanhola Hola que "esta corrida eu ganhei, porque estou viva".

De Villota, piloto de testes da Marussia, contou como anda sua recuperação - e que deverá submeter-se a mais cirurgias - e disse que "antes tinha uma corrida contra o relógio, uma luta contra o cronômetro", mas agora tomou consciência que "tem que parar e medir as coisas de outra forma", comentou a espanhola, que ficou cega do olho direito com o impacto de seu carro contra um caminhão da equipe.

A bela piloto disse também que ficou "aterrorizada" quando se viu no espelho pela primeira vez. "Tinha 104 pontos negros no rosto e que pareciam ter sido costurados com cordas náuticas, além de estar sem o olho direito", comentou.

Hoje, dia 10, Maria de Villota concederá sua primeira entrevista coletiva após seu acidente, e estará acompanhada pelo presidente do Conselho Superior de Esportes, Miguel Cardenal, e pelo presidente da Federação de Automobilismo Espanhola, Carlos Gracia.

Escreva um comentário
Mostrar comentários
Sobre este artigo
Categorias Fórmula 1
Tipo de artigo Últimas notícias